Oração diária, A vossa libertação está próxima... - Lc 21,25-28.34-36

1º Domingo do Advento – Ano Litúrgico C

01 de dezembro de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de oração vigilante, conserva-me em estado de contínuo alerta, a fim de que eu me prepare, pela vivência do amor, para a chegada do Cristo que vem.

PRIMEIRA LEITURA: Jr 33,14-16

Leitura do Livro do profeta Jeremias – 14“Eis que virão dias, diz o Senhor, em que farei cumprir a promessa de bens futuros para a casa de Israel e para a casa de Judá.
15Naqueles dias, naquele tempo, farei brotar de Davi a semente da justiça, que fará valer a lei e a justiça na terra.
16Naqueles dias, Judá será salvo e Jerusalém terá uma população confiante; este é o nome que servirá para designá-la: ‘O Senhor é a nossa justiça’”

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 24

— Vem, Senhor, nos salvar! Vem, sem demora, nos dar a paz!
— Vem, Senhor, nos salvar! Vem, sem demora, nos dar a paz!

— Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos, e fazei-me conhecer a vossa estrada! Vossa verdade me oriente e me conduza, porque sois o Deus da minha salvação!

— O Senhor é piedade e retidão, e reconduz ao bom caminho os pecadores. Ele dirige os humildes na justiça, e aos pobres ele ensina o seu caminho.

— Verdade e amor são os caminhos do Senhor para quem guarda sua Aliança e seus preceitos. O Senhor se torna íntimo aos que o temem e lhes dá a conhecer sua Aliança.

SEGUNDA LEITURA: 1Ts 3,12–4,2

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses – Irmãos: 3,12O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com todos aumente e transborde sempre mais, a exemplo do amor que temos por vós. 13Que assim ele confirme os vossos corações numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.
4,1Enfim, meus irmãos, eis que vos pedimos e exortamos no Senhor Jesus: Aprendestes de nós como deveis viver para agradar a Deus, e já estais vivendo assim. Fazei progressos ainda maiores! 2Conheceis, de fato, as instruções que temos dado em nome do Senhor Jesus.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 21,25-28.34-36

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
25“Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas.
27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima.
34Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra.
36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O Sagrado Tempo do Advento que hoje iniciamos, como uma pessoa que fala, assim nos exorta: “Levantem a cabeça e olhem para cima. Está próxima a libertação. Vejam o Filho do Homem vindo numa nuvem com grande poder e glória. Descendente de Davi, ele vem fazer valer a lei e a justiça na terra. Judá será salvo e Jerusalém terá uma população confiante. Estejam atentos e rezem para poder ficar de pé diante do Filho do Homem, quando ele vier com todos os seus santos. Cuidado! Que seus corações não estejam pesados e façam vocês caírem. É preciso estar de pé quando ele vier. Cuidado então com os excessos da embriaguez e as preocupações da vida! Não tornem elas insensíveis os seus corações. Coração insensível já não sente, não se percebe nem percebe os outros. É de pedra. Que Deus lhes conceda poderem crescer no amor fraterno. Procurem ser santos sem defeitos aos olhos de Deus. Não fiquem parados. Façam progressos”.
Antes que o Senhor venha, passaremos todos por um tempo de tribulação. Não sabemos nem o dia, nem a hora, nem como será, por isso imaginamos. Com o auxílio da linguagem chamada apocalíptica, vemos sinais no sol, na lua, nas estrelas, vemos as potências celestes serem abaladas, e as pessoas com medo ao ouvir o bramido do mar e das ondas. Todas essas coisas não são para nos assustar. São sinais de que a nossa libertação está próxima. […]

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Com a liturgia de hoje, primeiro domingo do Advento, iniciamos o novo ano litúrgico. Peçamos a graça de viver este tempo com fé atenta e vigilante e preparemo-nos para acolher o Senhor que vem.
Oremos: “Espírito de oração vigilante, conserva-me em estado de contínuo alerta, a fim de que eu me prepare, pela vivência do amor, para a chegada do Cristo que vem. Amém.”

Leitura (Verdade)
Faça uma leitura atenta do texto. Observe os sinais presentes na narrativa. O que esses sinais indicam? Quais exortações são dirigidas à comunidade cristã, segundo o evangelista?
“Estamos começando este tempo de graça que é o advento, tempo de preparação para a vinda do Senhor. Este tempo de preparação nos ajuda a bem celebrar o nascimento de Jesus e nos prepara para a sua vinda gloriosa. Por este motivo, o evangelho de hoje fala mais da segunda vinda de Cristo do que da primeira. Pensava-se que a segunda vinda de Cristo seria iminente. O atraso da parusia criou uma situação de frustração, comodismo e laxismo no seio da comunidade cristã. Lucas vai corrigir essa ideia, propondo viver as vicissitudes do tempo presente como lugar aberto ao testemunho dos cristãos. […] Na continuidade do discurso escatológico, discurso sobre o fim, isto é, sobre o que é definitivo, Jesus conta a parábola da figueira, que é a ilustração do dito no versículo 28. A fé e a esperança que brotam da fé permitem que se possa levantar a cabeça. Nossa condição de cristãos, enquanto peregrinos neste mundo, é viver na esperança. A esperança não é simplesmente um bom desejo para o futuro, mas a experiência de viver a vida apoiada na palavra e no destino final de Jesus Cristo, que venceu o mal e a morte. O conteúdo próprio da esperança cristã é a participação no destino final do Senhor. Mais uma vez, a conclusão dessa breve parábola exorta à confiança no que não passa, no que dá firmeza e sustenta a esperança, a saber, a palavra de Jesus. Para o fiel cristão é preciso, mesmo nas situações mais dramáticas da existência humana, experimentar, ao menos saber, que o Senhor está perto e manter o olhar fixo nele, pois é dele que nos vêm o auxílio e a proteção; é ele nosso refúgio e fortaleza” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“Com o Advento, iniciamos um novo tempo no ciclo litúrgico da nossa Igreja. Beberemos das fontes do Evangelho de São Lucas ao longo dos domingos. Celebraremos as duas vindas de Jesus: a da carne e a gloriosa. No Evangelho de hoje, não podemos ficar impressionados com a ideia de destruição e de catástrofes, mas devemos pensar na transformação da vida no final dos tempos, sem, contudo, perder o chão da nossa realidade, dos nossos desafios, das mudanças urgentes em nossos contextos políticos, econômicos, sociais etc. Guardemos a mística desse tempo com o prefácio I do Advento: ‘Revestido de sua glória, ele virá uma segunda vez para conceder-nos em plenitude os bens prometidos que hoje, vigilantes, esperamos.’” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Ofereça ao Senhor os frutos da sua oração, meditação e contemplação da Palavra. Apresente o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Faça sua prece de agradecimento ou pedido.
Conclua com a oração: “Senhor, nosso Deus, abri o nosso coração ao Cristo que vem. Acolhei as nossas preces e as nossas disposições para bem celebrarmos este tempo do Advento. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Com quais disposições você deseja viver este tempo litúrgico? Qual apelo a Palavra hoje lhe faz?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas