Liturgia diária 17 de março de 2016

Na liturgia diária fazemos um encontro pessoal com Deus nos colocando a disposição para ouvir seus ensinamentos.

Para bem nos preparar invoquemos a presença do Espírito Santo: 

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos

Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

ORAÇÃO DO DIA

Pai, coloca-me em sintonia com as palavras e o modo de pensar de teu Filho Jesus, para que eu possa compreender seus ensinamentos, sem deturpá-los.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 17,3-9

Leitura do Livro do Gênesis

Naqueles dias, 3Abrão prostrou-se com o rosto por terra. 4E Deus lhe disse: “Eis a minha aliança contigo: tu serás pai de uma multidão de nações. 5Já não te chamarás Abrão, mas o teu nome será Abraão, porque farei de ti o pai de uma multidão de nações.
6Farei crescer tua descendência infinitamente. Farei nascer de ti nações, e reis sairão de ti. 7Estabelecerei minha aliança entre mim e ti e teus descendentes para sempre; uma aliança eterna, para que eu seja teu Deus e o Deus de teus descendentes. 8A ti e aos teus descendentes darei a terra em que vives como estrangeiro, todo o país de Canaã como propriedade para sempre. E eu serei o Deus dos teus descendentes”. 9Deus disse a Abraão: “Guarda a minha aliança, tu e a tua descendência para sempre”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO Sl 105,1-9

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!
— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Procurai o Senhor teu Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

EVANGELHO: Jo 8,51-59

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 8 51 “Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, não verá jamais a morte”.
52 Disseram-lhe os judeus: “Agora vemos que és possuído de um demônio. Abraão morreu, e também os profetas. E tu dizes que, se alguém guardar a tua palavra, jamais provará a morte.
53 És acaso maior do que nosso pai Abraão? E, entretanto, ele morreu e os profetas também. Quem pretendes ser?”
54 Respondeu Jesus: “Se me glorifico a mim mesmo, a minha glória não é nada; meu Pai é quem me glorifica, aquele que vós dizeis ser o vosso Deus
55 e, contudo, não o conheceis. Eu, porém, o conheço e, se dissesse que não o conheço, seria mentiroso como vós. Mas conheço-o e guardo a sua palavra.
56 Abraão, vosso pai, exultou com o pensamento de ver o meu dia. Viu-o e ficou cheio de alegria”.
57 Os judeus lhe disseram: “Não tens ainda cinqüenta anos e viste Abraão!”
58 Respondeu-lhes Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo: antes que Abraão fosse, eu sou”.
59 A essas palavras, pegaram então em pedras para lhas atirar. Jesus, porém, se ocultou e saiu do templo.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Guardar a palavra da vida

Quem guarda a palavra de Jesus não morrerá. Sim, e as pessoas estão morrendo todo dia, os apóstolos morreram, nosso pai Abraão morreu. Os judeus reagem como qualquer um reagiria diante desta afirmação. Jesus, porém, permanece firme e tranquilo, e afirma mais uma vez que aquele que guardar a sua palavra, não provará a morte. Ficam os judeus com a interrogação e se voltam mais uma vez para a identidade de Jesus, quem é ele e quem pretende ser? Em sua resposta, Jesus apela para o Pai, o Deus dos judeus, que Jesus conhece e os judeus, não. O enigma aumenta quando ouvem que Abraão viu Jesus e se alegrou, e antes que Abraão existisse, termina Jesus, “Eu Sou!”. Simplesmente eu sou o Eu sou, porque eu sou Deus. Que podiam fazer os judeus diante das afirmações de Jesus? Pegaram pedras para apedrejá-lo. Jesus se escondeu e saiu do templo. Eu Sou é o seu nome. Quem está nele não pode morrer.

Côn. Celso Pedro da Silva

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Conscientes de estarmos na presença de Deus também por meio de sua Palavra, iniciemos a nossa oração de hoje.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
Peçamos ao Espírito Santo que venha em nosso auxílio para melhor compreendermos a Palavra do Senhor: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis com a chama do vosso amor”.

Leitura (Verdade)

Se você observar bem o Evangelho de hoje, perceberá que ele é uma continuação do Evangelho da semana, ou seja, a continuação do discurso teológico de despedida de Jesus. “Em verdade, em verdade, vos digo: se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte” (Jo 8,51).
O que diz o texto? Faça sua leitura com atenção e destaque o que mais lhe chamar atenção. Para os judeus que escutavam Jesus, seu discurso era uma blasfêmia, e por isso queriam matá-lo. Dessa forma, assim disseram: “Agora estamos certos de que tens um demônio. Abraão morreu, e os profetas também, e tu dizes: ‘Se alguém guardar a minha palavra, jamais provará a morte’. Porventura és maior do que nosso pai Abraão, que morreu? E também os profetas morreram. Quem tens a pretensão de ser?'” (Jo 8,52-53). Percebe-se que eles veem em Jesus um simples homem, e não o Filho de Deus, o Messias esperado.

Meditação (Caminho)

Como podemos concluir por meio da leitura, Jesus fala da vida que não morre, da vida eterna, e é nele que se tem a vida eterna. Medite o texto bíblico, mantenha-o presente em sua mente e seu coração e procure identificar o que ele lhe diz.

Oração (Vida)

Iluminado(a) pela Palavra de Deus, sinta-se livre para dar a sua resposta ao Senhor, por meio de sua oração. Abra seu coração e conte-lhe tudo o que deseja. É pela fé que sentimos que Deus está conosco, e, neste momento, estejamos conscientes de que, com tudo o que somos, estamos também com Ele.

Contemplação (Vida e Missão)

O que você experimentou na oração? Contemple a Palavra, recolha-a no silêncio do coração e saia deste momento de oração com esse pão que lhe dá vida.

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Leitura orante: Equipe de Redação Paulinas Internet