Liturgia diaria Amai-vos uns aos outros

5ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico C

29 de abril de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Pai, seja o amor de Jesus minha única fonte de inspiração para pôr em prática o mandamento do amor mútuo. Que eu me esforce por amar, como tu amas!

PRIMEIRA LEITURA: At 15,22-31

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 22pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos, de acordo com toda a Comunidade de Jerusalém, escolher alguns da Comunidade para mandá-los a Antioquia, com Paulo e Barnabé.
Escolheram Judas, chamado Bársabas, e Silas, que eram muito respeitados pelos irmãos. 23Através deles enviaram a seguinte carta: “Nós, os apóstolos e os anciãos, vossos irmãos, saudamos os irmãos vindos do paganismo e que estão em Antioquia e nas regiões da Síria e da Cilícia. 24Ficamos sabendo que alguns dos nossos causaram perturbações com palavras que transtornaram vosso espírito. Eles não foram enviados por nós. 25Então decidimos, de comum acordo, escolher alguns representantes e mandá-los até vós, junto com nossos queridos irmãos Barnabé e Paulo, 26homens que arriscaram suas vidas pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 27Por isso, estamos enviando Judas e Silas, que pessoalmente vos transmitirão a mesma mensagem. 28Porque decidimos, o Espírito Santo e nós, não vos impor nenhum fardo, além destas coisas indispensáveis: 29abster-se de carnes sacrificadas aos ídolos, do sangue, das carnes de animais sufocados e das uniões ilegítimas. Vós fareis bem se evitardes essas coisas. Saudações!”
30Depois da despedida, Judas e Silas foram para Antioquia, reuniram a assembléia e entregaram a carta. 31A sua leitura causou alegria, por causa do estímulo que trazia

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 57

— Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos.
— Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos.

— Meu coração está pronto, meu Deus, está pronto o meu coração! Vou cantar e tocar para vós: desperta, minha alma, desperta! Despertem a harpa e a lira, eu irei acordar a aurora!

— Vou louvar-vos, Senhor, entre os povos, dar-vos graças por entre as nações! Vosso amor é mais alto que os céus, mais que as nuvens a vossa verdade! Elevai-vos, ó Deus, sobre os céus, vossa glória refulja na terra!

EVANGELHO:  Jo 15,12-17

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12“Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. 13Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
14Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. 15Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. 16Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. 17Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O que vos mando é que vos ameis uns aos outros. Neste longo discurso na última Ceia, Jesus apresentou seu mandamento primeiramente com muitas palavras: “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois os meus discípulos: se vos amardes uns aos outros”. Depois, de forma mais abreviada, disse: Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. E, por fim, com um mínimo de palavras, para que todos entendessem rapidamente: O que eu vos mando é que vos ameis uns aos outros. Sem interpretações, o mandamento de Jesus para os seus seguidores é este: Amai-vos uns aos outros. Sendo este o único mandamento de Jesus, sua prática é a prioridade de seus seguidores. As obras sociais testemunham a caridade, sobretudo quando contam com a ação direta de seus idealizadores, que não terceirizam o que projetam. A caridade, porém, não se vê apenas nas obras, sejam elas quais forem. Manifesta-se nas atitudes, tanto no modo de ser e de se relacionar bem como no modo de condenar. A caridade não é conivente com a impunidade. É conivente com a misericórdia.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje a Igreja faz memória de Santa Catarina de Sena, que nasceu na Itália em 1347 e viveu em favor paz. Rezemos, por intercessão dela, pelas mulheres que também vivem buscando a paz, seja em seus lares, seja na sociedade em geral.
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação, por Cristo Senhor nosso. Amém!”

Leitura (Verdade)
Faça a leitura do Evangelho de hoje e procure perceber qual seu tema central. Como sempre, destaque os trechos que mais lhe chamam atenção, os verbos e os personagens.
O texto de hoje fala do novo mandamento que Jesus nos dá: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”. Amigos são aqueles a quem contamos o que existe de mais profundo em nós. Por considerar os discípulos seus amigos, Jesus lhes revelou aquilo que de mais precioso recebeu do Pai: o seu amor.

Meditação (Caminho)
Ao compreender o tema central do texto, com certeza você percebeu que algo o(a) marcou. Identifique o que foi, pois o Senhor falou com você por meio de sua Palavra de vida. Se sentir necessidade de voltar ao texto, por não ter compreendido ainda o que Deus quis lhe dizer, faça-o.

Oração (Vida)
O que o Evangelho o(a) leva a dizer a Deus neste momento? Vimos no texto sobre o qual acabamos de meditar que aqueles momentos com Jesus, nos quais falava de seu amor e os tratava como amigos, eram muito importantes para os discípulos. E o são também para todos aqueles que fazem a sua vontade! Abra o seu coração neste momento de oração e diga a Jesus o que se passa com você. Apresente-lhe suas intenções neste tempo de oração pessoal com a Palavra de Deus.

Contemplação (Vida e Missão)
A oração com a Palavra de Deus desperta em nós um novo olhar e novas atitudes. Guarde em seu coração tudo que experimentou neste momento de oração. Qual novo olhar a Palavra despertou em você? Que compromisso ela o(a) leva a firmar neste dia?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.