Liturgia diaria 02 de fevereiro de 2016

Apresentação do Senhor, – Ano Litúrgico A

02 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 01 de fevereiroClique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, a exemplo de Simeão e de Ana, faze-me penetrar no mais profundo do mistério de teu Filho Jesus, e torna-me proclamador da salvação presente na nossa história

PRIMEIRA LEITURA: Ml 3,1-4

Leitura da Profecia de Malaquias – Assim diz o Senhor: 1Eis que envio meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará ao seu templo o Dominador, que tentais encontrar, e o anjo da aliança, que desejais. Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos; 2e quem poderá fazer-lhe frente, no dia de sua chegada? E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer?
Ele é como o fogo da forja e como a barrela dos lavadeiros; 3e estará a postos, como para fazer derreter e purificar a prata: assim ele purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata, e eles poderão assim fazer oferendas justas ao Senhor.
4Será então aceitável ao Senhor a oblação de Judá e de Jerusalém, como nos primeiros tempos e nos anos antigos.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 24(23)

        — O Rei da glória é o Senhor onipotente!
— O Rei da glória é o Senhor onipotente!

— “Ó portas, levantai vossos frontões! Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

— Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?”. “É o Senhor, o valoroso, o onipotente, o Senhor, o poderoso nas batalhas!”

— “Ó portas, levantai vossos frontões! Elevai-vos bem mais alto, antigas portas, a fim de que o Rei da glória possa entrar!”

— Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?”. “O Rei da glória é o Senhor onipotente, o Rei da glória é o Senhor Deus do universo.”

SEGUNDA LEITURA: Hb 2,14-18

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos, 14visto que os filhos têm em comum a carne e o sangue, também Jesus participou da mesma condição, para assim destruir, com a sua morte, aquele que tinha o poder da morte, isto é, o diabo, 15e libertar os que, por medo da morte, estavam a vida toda sujeitos à escravidão. 16Pois, afinal, não veio ocupar-se com os anjos, mas com a descendência de Abraão.
17Por isso devia fazer-se em tudo semelhante aos irmãos, para se tornar um sumo-sacerdote misericordioso e digno de confiança nas coisas referentes a Deus, a fim de expiar os pecados do povo. 18Pois, tendo ele próprio sofrido ao ser tentado, é capaz de socorrer os que agora sofrem a tentação.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 2,22-40

texto

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus é a luz que veio iluminar todas as nações. Ele é a glória do povo de Israel. Hoje, quarenta dias após o seu nascimento, o menino Jesus é levado ao Templo. Segundo a Lei de Moisés, a mãe devia se purificar e resgatar o primeiro filho homem, oferecendo um cordeiro e um pombinho. Se não tivesse dinheiro, podia oferecer dois pombinhos. Foi o que Maria e José fizeram.
No Templo, a Sagrada Família encontrou o velho Simeão, homem santo, a quem foi revelado que não morreria sem ver antes o Salvador prometido. Encontrou também uma anciã, a profetisa Ana. Ambos abençoaram José, Maria e o menino, e glorificaram a Deus porque seus olhos puderam ver o Salvador. Foi nesse momento que Simeão entoou o cântico que chamamos de “Nunc Dimittis”, que significa “Agora podeis deixar partir”. Com o menino Jesus nos braços, Simeão disse: “Deixas teu servo ir em paz, porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste diante de todos os povos: luz para iluminar as nações e glória de Israel, teu povo”.
O profeta Malaquias viu o Senhor, o mensageiro ou o anjo da Aliança, entrando no Templo. É o esperado e o desejado, e sua entrada foi solene. Vem precedido de outro anjo, que prepara o caminho para a chegada de Deus. Elias e João Batista são os precursores que preparam o caminho. O anjo ou mensageiro da Aliança é o Messias, é o menino Jesus, Salvador. Já dizia o evangelista São João que João Batista não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. “O Verbo era a luz verdadeira que ilumina todo homem”. Cante, então, com a Irmã Verônica Firmino, fsp: “O povo que andava nas trevas viu uma grande luz. Os que viviam com medo encontraram a paz. Ao povo oprimido ele trouxe a liberdade, aos pobres e infelizes mostrou a felicidade. É Jesus, Jesus é a luz, a luz que todos esperam. É Jesus, Jesus é a paz, que vence o ódio e a guerra. Luz do mundo, luz da vida, a luz que nos faz irmãos. Com ele não há trevas, nem dor e nem escuridão”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

texto