Liturgia diária Ascensão do Senhor

Ascensão do Senhor – Ano Litúrgico C

02 de junho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito que nos move a ser testemunhas, faze-me sempre mais ativo na missão que o Senhor me confiou: proclamar a salvação a toda a humanidade.

PRIMEIRA LEITURA: At 1,1-11

Leitura dos Atos dos Apóstolos – 1No meu primeiro livro, ó Teófilo, já tratei de tudo o que Jesus fez e ensinou, desde o começo, 2até o dia em que foi levado para o céu, depois de ter dado instruções, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que tinha escolhido. 3Foi a eles que Jesus se mostrou vivo, depois de sua paixão, com numerosas provas. Durante quarenta dias, apareceu-lhes falando do Reino de Deus.
4Durante uma refeição, deu-lhes esta ordem: “Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual vós me ouvistes falar: 5‘João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo, dentro de poucos dias’”.
6Então os que estavam reunidos perguntaram a Jesus: “Senhor, é agora que vais restaurar o Reino em Israel?”
7Jesus respondeu: “Não vos cabe saber os tempos e os momentos que o Pai determinou com a sua própria autoridade. 8Mas recebereis o poder do Espírito Santo que descerá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e na Samaria, e até os confins da terra”.
9Depois de dizer isso, Jesus foi levado ao céu, à vista deles. Uma nuvem o encobriu, de forma que seus olhos não podiam mais vê-lo.
10Os apóstolos continuavam olhando para o céu, enquanto Jesus subia. Apareceram então dois homens vestidos de branco, 11que lhes disseram: “Homens da Galileia, por que ficais aqui, parados, olhando para o céu? Esse Jesus, que vos foi levado para o céu, virá do mesmo modo como o vistes partir para o céu”. 

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 46(47)

— Batei palmas,/ povos todos, o Senhor subiu ao toque da trombeta.
— Batei palmas,/ povos todos,/ o Senhor subiu ao toque da trombeta.

— Povos todos do universo, batei palmas,/ gritai a Deus aclamações de alegria!/ Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo,/ o soberano que domina toda a terra.

— Por entre aclamações Deus se elevou,/ o Senhor subiu ao toque da trombeta./ Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa,/ salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!

— Porque Deus é o grande Rei de toda a terra,/ ao som da harpa acompanhai os seus louvores!/ Deus reina sobre todas as nações,/ está sentado no seu trono glorioso.

SEGUNDA LEITURA: Ef 1,17-23

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos: 17O Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai, a quem pertence a glória, vos dê um espírito de sabedoria que vo-lo revele e faça verdadeiramente conhecer.
18Que ele abra o vosso coração à sua luz, para que saibais qual a esperança que o seu chamamento vos dá, qual a riqueza da glória que está na vossa herança com os santos, 19e que imenso poder ele exerceu em favor de nós que cremos, de acordo com a sua ação e força onipotente.
20Ele manifestou sua força em Cristo, quando o ressuscitou dos mortos e o fez sentar-se à sua direita nos céus, 21bem acima de toda a autoridade, poder, potência, soberania ou qualquer título que se possa nomear, não somente neste mundo, mas ainda no mundo futuro.
22Sim, ele pôs tudo sob seus pés e fez dele, que está acima de tudo, a Cabeça da Igreja, 23que é o seu corpo, a plenitude daquele que possui a plenitude universal. 

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: 

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
46“Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia 47e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém.
48Vós sereis testemunhas de tudo isso. 49Eu enviarei sobre vós aquele que meu Pai prometeu. Por isso, permanecei na cidade, até que sejais revestidos da força do alto”.
50Então Jesus levou-os para fora, até perto de Betânia. Ali ergueu as mãos e abençoou-os. 51Enquanto os abençoava, afastou-se deles e foi levado para o céu. 52Eles o adoraram.
Em seguida voltaram para Jerusalém, com grande alegria. 53E estavam sempre no Templo, bendizendo a Deus.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus levou os discípulos para fora da cidade, até perto de Betânia. Ergueu as mãos e os abençoou. Enquanto os abençoava, foi sendo elevado ao céu. Subindo para o céu, Jesus estendeu as mãos e abençoou os seus discípulos. Que bênção maravilhosa eles receberam, tanto que com grande alegria voltaram para Jerusalém! Este é o relato do Evangelho. Os Atos continuam com o mesmo relato, mais ampliado. São Lucas é o evangelista da Ascensão. O relato da ascensão une o seu Evangelho com os Atos dos Apóstolos. O autor da Carta aos Hebreus nos ajuda a compreender o que aconteceu quando Jesus foi para o céu. O sumo sacerdote entrava no Templo cada ano e se colocava na presença de Deus, intercedendo por si e pelo povo. Jesus não entrou num santuário feito por mãos humanas. Entrou uma só vez, definitivamente, no céu. Ele abriu para nós o caminho do santuário celeste, entregando sua vida para destruir o pecado, e fez isso uma vez para sempre. Nossa humanidade, unida à dele, entrou com ele na casa de Deus. Por isso, nossos corações se voltam para o alto, onde a nossa humanidade está junto de Cristo. Temos um intercessor e um sumo sacerdote na casa do Pai. Os sacerdotes da Primeira Aliança ofereciam muitas vezes sacrifícios pelos pecados. O sacrifício de Cristo, oferecido uma só vez, libertou o mundo da dominação do pecado. A Santa Missa é o sacrifício de Cristo, que os padres oferecem ao Pai pela redenção do mundo, não como no Templo, mas como na cruz. O que aconteceu na cruz, séculos atrás, não é repetido; é atualizado na Missa que celebramos. É o mesmo e único sacrifício, oferecido uma só vez para a salvação do mundo. Assim fazemos cada dia, anunciando a morte de Cristo e proclamando a sua ressurreição até que ele venha em sua glória no fim dos tempos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Celebramos hoje a solenidade da Ascensão do Senhor. Quarenta dias depois da Páscoa, Jesus retorna ao Pai e confia aos discípulos a missão de espalhar o Evangelho por toda a terra.
Peçamos ao Espírito Santo que nos conduza em nossa leitura orante: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém”.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Qual é o contexto da narrativa? A quem Jesus está se dirigindo? Quais orientações Jesus dá aos seus discípulos? Leia também a primeira leitura proposta para a liturgia de hoje – At 1,1-11 – e observe quais elementos os textos têm em comum.
“É a ascensão do Senhor que lhes permite afirmar que ele, por sua ressurreição, está junto do Pai, sentado à sua direita. Tanto no Evangelho de Lucas como nos Atos dos Apóstolos, que é a segunda parte da obra lucana, o relato da Ascensão é precedido da promessa do envio do Espírito Santo e da missão confiada aos discípulos de serem testemunhas de Jesus Cristo. O Cristo Ressuscitado continua a ter palavra e a ensinar os apóstolos, mas não de viva voz, e sim pelo Espírito Santo, que faz na comunidade dos discípulos a memória de Jesus, atualiza e esclarece suas palavras e move ao testemunho. Pela ação do Espírito, a presença do Senhor podia e pode ser sentida e reconhecida em todos os âmbitos da vida. É no cotidiano da existência humana que o Senhor se deixa encantar. A sua ‘elevação’ é sentida em todos os lugares e em todo tempo […]. Na fé a ‘elevação’ de Jesus não é sentida como ausência, mas como uma forma de presença. O fruto desta presença é a alegria: ‘Em seguida olharam para Jerusalém, com grande alegria’ (Lc 24,52)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual convite o Senhor lhe faz por meio de sua Palavra? O que a Ascensão do Senhor significa na sua vida cristã?
“Solenidade da Ascensão do Senhor! Quarenta dias após a sua ressurreição, Jesus volta aos céus. Com a sua subida, recebemos o Espírito Santo e o compromisso de levar a Boa-Nova a todos os povos. Após a bênção, Jesus começa sua subida e todos os presentes o adoram, reconhecendo sua divindade. Eles voltam para Jerusalém com alegria. Na nossa vida nunca estamos sozinhos: temos este advogado que nos espera, que nos defende. O cristão vive neste mundo sem ser do mundo, caminha entre as coisas que passam abraçando somente as que não passam […].” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Invoquemos com alegria o Senhor Jesus Cristo, que, elevado da terra, atrai para si todas as coisas, e o aclamemos após cada pedido: “Cristo, Rei da glória, nós vos louvamos!” – Senhor Jesus, Rei da glória, que, oferecido em sacrifício uma vez para sempre, subistes vitorioso para o céu, onde estais à direita do Pai, conduzi os homens e as mulheres à perfeição da caridade.

  • Sacerdote eterno e ministro da Nova Aliança, que viveis eternamente intercedendo por nós, salvai o povo que vos suplica.
  • Senhor, que voltastes à vida depois de sofrer a Paixão e durante quarenta dias aparecestes a vossos discípulos, confirmai, hoje, a nossa fé.
  • Senhor, que, neste dia, prometestes dar aos apóstolos o Espírito Santo, para que fossem testemunhas vossas até os confins da terra, fortalecei também, pela força do mesmo Espírito Santo, o nosso testemunho.
    (Laudes da Solenidade da Ascensão do Senhor)

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas