Oração diária Aumenta a nossa fé!

27º Domingo Comum – Ano Litúrgico C

02 de outubro de 2016

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de fé operosa, robustece minha fé pequena, capacitando-me para realizar as obras do amor e da misericórdia.

PRIMEIRA LEITURA: Hab 1,2-3; 2,2-4

Leitura do Livro da profecia de Habacuc

2Senhor, até quando chamarei, sem me atenderes? Até quando devo gritar a ti: “Violência!”, sem me socorreres?
3Por que me fazes ver iniqüidades, quando tu mesmo vês a maldade? Destruições e prepotência estão à minha frente; reina a discussão, surge a discórdia.
2,2Respondeu-me o Senhor, dizendo: “Escreve esta visão, estende seus dizeres sobre tábuas, para que possa ser lida com facilidade. 3A visão refere-se a um prazo definido, mas tende para um desfecho, e não falhará; se demorar, espera, pois ela virá com certeza, e não tardará. 4Quem não é correto, vai morrer, mas o justo viverá por sua fé”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 94

          — Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!
— Não fecheis o coração; ouvi vosso Deus!

— Vinde, exultemos de alegria no Senhor,/ aclamemos o Rochedo que nos salva!/ Ao seu encontro caminhemos com louvores,/ e com cantos de alegria o celebremos!

— Vinde, adoremos e prostremo-nos por terra,/ e ajoelhemos ante o Deus que nos criou!/ Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor,/ e nós somos o seu povo e seu rebanho,/ as ovelhas que conduz com sua mão.

— Oxalá ouvísseis hoje a sua voz:/ “Não fecheis os corações como em Meriba,/ como em Massa, no deserto, aquele dia,/ em que outrora vossos pais me provocaram,/ apesar de terem visto as minhas obras”.

SEGUNDA LEITURA: 2Tm 1,6-8.13-14

Leitura da Carta de São Paulo a Timóteo

Caríssimo: 6Exorto-te a reavivar a chama do dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos. 7Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e sobriedade.
8Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor nem de mim, seu prisioneiro, mas sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus. 13Usa um compêndio das palavras sadias que de mim ouviste em matéria de fé e de amor em Cristo Jesus.
14Guarda o precioso depósito, com a ajuda do Espírito Santo, que habita em nós.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO:  Lc 17,5-10

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 5os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!”
6O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíes dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria.
7Se algum de vós tem um empregado que trabalha a terra ou cuida dos animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: ‘Vem depressa para a mesa?’
8Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: ‘Prepara-me o jantar, cinge-te e serve-me, enquanto eu como e bebo; depois disso tu poderás comer e beber?’ 9Será que vai agradecer ao empregado, porque fez o que lhe havia mandado?
10Assim também vós: quando tiverdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: ‘Somos servos inúteis; fizemos o que devíamos fazer'”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Os apóstolos pedem que Jesus lhes aumente a fé. Por que fazem tal pedido? O fato de pedirem e pedirem para aumentar significa que alguma fé existia neles, e que eles sentiam a necessidade da fé para a vida de seguimento de Jesus que estavam começando. A resposta de Jesus pode dar a impressão de que os apóstolos não tinham nenhuma fé. Na realidade a resposta de Jesus mostra a importância e a força da fé. Com a fé você transporta montanhas e manda uma árvore se plantar no mar; não, porém, para sua glorificação pessoal, mas como serviço de quem se considera servo inútil.
O profeta Habacuc viveu num tempo difícil e no meio de uma situação calamitosa. Sendo um homem de Deus ele enxergava com a fé tudo o que estava acontecendo: violência, prepotência, discórdia, todo tipo de maldade. Foi com a fé que ele sobreviveu e não se deixou corromper. O jovem Timóteo é exortado a voltar ao ponto de partida de sua caminhada no amor de Cristo, reconsiderando sempre de novo tudo o que ele ouviu de Paulo com muita fé.
A fé é, pois, um dom precioso de Deus. Ela nos põe em contato direto com Deus e revela que ele nos ama, quer o nosso bem, quer que nossa vida seja boa e bonita. Quando Jesus diz “Se vocês tivessem fé…”, ele está esperando uma resposta nossa. A fé precisa ser acolhida e precisa de uma resposta pessoal. O justo vive por sua fé no meio de um mundo de tribulações, mas não vive sozinho. Vive sua fé em Igreja e viver a fé em Igreja significa viver numa comunidade de pessoas, animadas pela ação do Espírito, e não viver numa empresa ou numa ONG. E o que vivem? Vivem a maravilha do encontro com Jesus Cristo e desejam partilhar esta experiência de profunda alegria com todas as pessoas. Tivemos um encontro com o Senhor, aprofundamos o seu significado, celebramos e agora comunicamos a alegria dessa experiência.
Como Timóteo, procuramos sempre os fundamentos da nossa fé. Como Habacuc, aguentamos firmes porque vivemos da fé. O missionário que parte às periferias da existência humana leva a fé, que dá sentido à vida. Ela é sempre um dom, que temos ou não temos. Se a temos, foi porque Deus no-la deu. Se não a temos, é porque não recebemos de Deus este presente. Não é, pois, motivo de orgulho dizer “eu não tenho fé”. Ao contrário, é motivo de preocupação. Meu Deus, se o senhor existe, faça com que eu o conheça! Muitos santos rezaram assim antes de professarem a fé.
A fé, diz a carta aos Hebreus, é uma posse antecipada do que se espera, um meio de demonstrar as realidades que não se veem. Você não assume nenhum risco se não acreditar em alguma coisa que está na sua frente e que não se vê. Mesmo sem ser teológica, é esta fé que move montanhas. Foi pela fé que Abraão ofereceu Isaac e que Raab não pereceu em Jericó. Assim também em todas as grandes causas defendidas e enfrentadas, homens e mulheres expuseram a sua fé. “Eu não troco a justiça pela soberba. Eu não deixo o direito pela força. Eu não esqueço a fraternidade pela tolerância. Eu não substituo a fé pela superstição, a realidade pelo ídolo”, assim pensava Rui Barbosa. A carta aos Hebreus faz uma lista de homens e mulheres que pela fé fizeram proezas. Nossas ações todas têm a nossa marca, a marca da imperfeição. Isso, porém, não diminui o mérito de pessoas de fé dedicadas a uma causa com todos os seus riscos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial

Liturgia do 27º domingo do Tempo Comum. O Senhor hoje nos convida ao serviço generoso. Acolhamos a Palavra como discípulos missionários a serviço do Reino e abramo-nos à ação do Espírito Santo que reza em nós, dizendo: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)

O que diz o texto? A quem Jesus está instruindo? O que significa a declaração: “Somos simples servos; fizemos o que deveríamos fazer”? Qual característica de Jesus o texto nos revela?

“O discípulo é, sobretudo, servo, e o seu serviço deve ser caracterizado pela generosidade e pela gratuidade. Na comunidade cristã, é preciso que cada membro assuma a sua função e vocação sem se deixar dominar pelo desejo de reconhecimento ou recompensas. A generosidade e a gratuidade são, entre outros, traços característicos de uma comunidade cristã madura e unida profundamente ao seu Senhor. O discípulo é servidor de Deus e dos seus semelhantes. O sentido da parábola de hoje é esse: antes de se assentar à mesa, no banquete escatológico, há um trabalho a ser feito: o anúncio do Reino de Deus e o testemunho de Jesus Cristo (cf. At 1,8). A declaração ‘somos servos inúteis’, ao término do trabalho, é de difícil interpretação. A expressão não se refere ao trabalho realizado, o que implicaria a declaração da inutilidade da tarefa feita. O contexto nos permite compreendê-la em relação à recompensa, no sentido de não ser merecedor do que quer que seja. Assim compreendida, a expressão ‘servos inúteis’ aponta para a gratuidade do serviço. A recompensa do Apóstolo é Deus, e seu verdadeiro salário é ser admitido como operário na vinha do Senhor. Quem é enviado não tem nenhum direito sobre Deus nem sobre os seus semelhantes” (Reflexão de Pe. Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)

O que o texto diz a você hoje? Qual palavra chamou mais a sua atenção? Em que sentido o texto fortalece a sua caminhada de fé? Como você acolhe as palavras e os ensinamentos de Jesus em sua vida? Quais gestos Jesus o(a) convida a viver? O que significa viver a humildade e o serviço generoso a exemplo de Jesus, que veio para servir, e não ser servido?

“Bendizemos a Deus com ânimo agradecido, porque nos chamou para sermos instrumentos de seu reino de amor e vida, de justiça e de paz, pelo qual tantos se sacrificaram. Ele mesmo nos confiou a obra de suas mãos para que cuidemos dela e a coloquemos a serviço de todos. Agradeçamos a Deus porque nos faz colaboradores seus, para que sejamos solidários com sua criação, pela qual somos responsáveis. Bendizemos a Deus que nos deu a natureza criada que é seu primeiro livro, para que possamos conhecer a Ele e viver nela como em nossa casa” (DAp. 24).

Oração (Vida)

“Ó Jesus Divino Mestre, vós tendes palavras de vida eterna. Eu creio, ó Senhor e Verdade, mas aumentai a minha fé. Eu vos amo, ó Senhor e Caminho, com todas as minhas forças, pois vós quereis que cumpramos fielmente os vossos mandamentos. Eu vos peço, ó Senhor e Vida, vos adoro, vos louvo, vos suplico e vos agradeço pelo dom da Sagrada Escritura. Com Maria, lembrarei as vossas palavras, as conservarei na minha mente e as meditarei no meu coração. Ó Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida, tende piedade de nós.”

Contemplação (Vida e Missão)

Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver?

Bênção

– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]