Liturgia diaria 10 de janeiro de 2016

Na liturgia diária fazemos um encontro pessoal com Deus nos colocando a disposição para ouvir seus ensinamentos.

Para bem nos preparar invoquemos a presença do Espírito Santo: 

Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo

será criado e renovareis a face da terra.

Oremos

Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas

segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

ORAÇÃO DO DIA

Divino Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, concede-me a graça de viver o compromisso batismal.

PRIMEIRA LEITURA:  Is 42,1-4.6-7

Leitura do Livro do profeta Isaías – Assim fala o Senhor: 1“Eis o meu servo – eu o recebo; eis o meu eleito – nele se compraz minh’alma; pus meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações.
2Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra uma cana rachada nem apaga um pavio que ainda fumega; mas promoverá o julgamento para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos.
6Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como o centro de aliança do povo, luz das nações, 7para abrires os olhos dos cegos, tirares os cativos da prisão, livrares do cárcere os que vivem nas trevas”. – Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 28

          — Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!
— Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo!

— Filhos de Deus, tributai ao Senhor,/ tributai-lhe glória e poder!/ Dai-lhe a glória devida ao seu nome;/ adorai-o com santo ornamento!

— Eis a voz do Senhor sobre as águas,/ sua voz sobre as águas imensas!/ Eis a voz do Senhor com poder!/ Eis a voz do Senhor majestosa!

— Sua voz no trovão reboando!/ No seu templo os fiéis bradam: “Glória!”/ É o Senhor que domina os dilúvios,/ o Senhor reinará para sempre!

SEGUNDA LEITURA: At 10,34-38 

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 34Pedro tomou a palavra e disse: “De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção entre as pessoas. 35Pelo contrário, ele aceita quem o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença.
36Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a Boa Nova da paz, por meio de Jesus Cristo, que é o Senhor de todos.
37Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele”.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

EVANGELHO: Lc 3,15-16.21-22

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

          Naquele tempo, 15o povo estava na expectativa e todos se perguntavam no seu íntimo se João não seria o Messias. 16Por isso, João declarou a todos: “Eu vos batizo com água, mas virá aquele que é mais forte do que eu. Eu não sou digno de desamarrar a correia de suas sandálias. Ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo”.
21Quando todo o povo estava sendo batizado, Jesus também recebeu o batismo. E, enquanto rezava, o céu se abriu 22e o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma visível, como pomba. E do céu veio uma voz: “Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu bem-querer”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Do Natal até hoje trinta anos são passados. Jesus, agora adulto, entra nas águas do Jordão e deixa-se batizar por João. Acontece então uma nova epifania. O Pai e o Espírito manifestam ao mundo que este é o Filho amado. Todo o Tempo do Natal é um tempo de luz e de manifestação que hoje chega ao auge exatamente no início da vida pública de Jesus.
Quem é este homem? É o Filho amado do Pai sobre o qual repousa o Espírito. Aos olhos da fé cristã, no momento em que Jesus é batizado, o único Deus se revela em sua Trindade Santíssima, o Pai, o Filho e o Espírito Santo. João batizava com água um batismo de conversão para a remissão dos pecados. Quem entrava nas águas do Batista manifestava um sério propósito de uma vida nova inserida no povo da Aliança. Jesus aceita ser batizado em solidariedade com todos os que buscavam conversão e perdão. Seu batismo, porém, é outro. É no Espírito Santo e no fogo. As águas já não revelam o esforço da vontade, mas a eficácia da graça. A remissão dos pecados não é postergada para o último dia. Ela acontece já. Enquanto a Lei dada por Moisés e não observada revela o pecado, a graça e a verdade nos vêm por Jesus Cristo. Há uma passagem real de um estado anterior para uma situação nova, mesmo dentro de um mundo no qual a presença do Pecado continua a se fazer sentir.
Esta é a boa notícia que vai além da boa vontade de quem a recebe. É a boa notícia da mensageira Sião, da mensageira Jerusalém que gritam: Não tenham medo. Eis o vosso Deus que vem. O batismo de Jesus é saudado com palavras de consolo, de explosões de alegria. Ainda se ouve a voz que clama no deserto: Abram caminho para o Senhor. Jesus se manifestou, e se manifesta agora naqueles que receberam o seu batismo, no Espírito Santo e no fogo. Estes se manifestam na renuncia à impiedade e às paixões mundanas e numa vida positiva de ponderação, justiça e piedade. Algo novo acontece, que não é simples resultado da minha boa vontade, nem dos atos de justiça que eu tenha praticado, mas resultado da misericórdia, mediante o banho da regeneração e renovação do Espírito Santo. A salvação é um dom gratuito.
A partir do seu batismo Jesus é pública e claramente o Filho amado do Pai, por ele gerado desde toda a eternidade. A graça salvadora manifestou-se a toda a humanidade. Na Antiguidade, os adopcionistas afirmavam que Jesus era um simples homem, que foi adotado por Deus como Filho no dia do batismo de João, e a partir de então se tornou o Messias Salvador. Jesus não começou a ser o Filho amado do Pai no batismo, porque já era. O que estava oculto, agora se manifesta publicamente. O Verbo, que é Deus, se fez carne no seio da Virgem Maria por obra do Espírito Santo. O Filho que Maria dá à luz é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, e não um homem que será deificado.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2016’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Saudação
– A nós, a paz de Deus, nosso Pai,
a graça e a alegria de Nosso Senhor Jesus Cristo,
no amor e na comunhão do Espírito Santo.
– Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!
Preparo-me para a Leitura, rezando:
Jesus Mestre,
ficai conosco,
aqui reunidos (pela grande rede da internet),
para melhor meditar
e comungar com a vossa Palavra.

1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente o texto: Lc 3,15-16.21-22
Jesus foi batizado por João, como todo o povo, no Jordão. E enquanto orava, manifestaram-se o Pai e o Espírito Santo. O Espírito, em forma de pomba. O Pai, na voz que veio do céu: “Este é meu Filho querido”.
Jesus se misturou com o povo para ser batizado. E quem estava ali, na esperança do Messias, pode encontrá-lo e viu a manifestação de Deus.

2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje? O nosso batismo deriva do batismo de Cristo. Ser batizado é ser enxertado em Cristo, é aceitar os desafios provenientes do anúncio do Evangelho. Ser imerso na água do batismo é aceitar morrer ao pecado. Aquele que recebe a água do batismo nasce para a ressurreição e para a vida eterna (Rom 6, 4-5).

3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Renovo o meu Batismo, renovando a minha fé e meu compromisso cristão.
Creio em Deus, Pai todo poderoso,
criador do céu e da terra.
E em Jesus Cristo seu único filho, Nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da Virgem Maria
Padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado,
desceu a mansão dos mortos,
ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus,
está sentado à direita de Deus Pai, todo poderoso,
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica,
na comunhão dos Santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne,
na vida eterna.
Amém.

4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Vou olhar o mundo e a vida com os olhos de Deus. Vou viver a minha vida cristã coerente com meus compromissos de contínua conversão e de testemunho de minha fé.
Bênção
– Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
-Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
– Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém