Oração diária, É permitido ou não pagar imposto a César? - Mc 12,13-17

PRECISAMOS MUITO DE SUA AJUDA

Estimados irmãos venho aqui pedir a sua ajuda se possível for. Estamos fechando o mês e não vou conseguir pagar a mensalidade da divida do site referente ao servidor onde o site fica hospedado. Pra complicar minha situação tenho pai acamado. Diante das dificuldades que todos estamos passando compreendo o qto esta difícil para todos, mas se vc tiver a possibilidade de AJUDAR COM UMA DOAÇÃO sera de muita ajuda para diminuir as dividas. .Clique aqui para Doar

9ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

02 de junho de 2020

ORAÇÃO DO DIA

Pai, tudo quanto existe no universo te pertence. Ensina-me a subordinar tudo ao teu querer e a considerar-te a medida de tudo.

PRIMEIRA LEITURA: 2Pd 3,12-15a.17-18

Leitura da Segunda Carta de São Pedro – Caríssimos, 12esperais com anseio a vinda do Dia de Deus, quando os céus em chama se vão derreter, e os elementos, consumidos pelo fogo, se fundirão? 13O que nós esperamos, de acordo com a sua promessa, são novos céus e uma nova terra, onde habitará a justiça. 14Caríssimos, vivendo nesta esperança, esforçai-vos para que ele vos encontre numa vida pura e sem mancha e em paz. 15aConsiderai também como salvação a longanimidade de nosso Senhor. 17Vós, portanto, bem-amados, sabendo disto com antecedência, precavei-vos, para não suceder que, levados pelo engano desses ímpios, percais a própria firmeza. 18Antes procurai crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, desde agora, até o dia da eternidade. Amém.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO  90(89) 

          — Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós!
— Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós!

— Já bem antes que as montanhas fossem feitas ou a terra e o mundo se formassem, desde sempre e para sempre vós sois Deus.

— Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!” Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou.

— Pode durar setenta anos nossa vida, os mais fortes talvez cheguem a oitenta; a maior parte é ilusão e sofrimento: passam depressa e também nós assim passamos.

— Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! Manifestai a vossa obra a vossos servos, e a seus filhos revelai a vossa glória!

EVANGELHO: Mc 12,13-17

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13as autoridades mandaram alguns fariseus e alguns partidários de Herodes, para apanharem Jesus em alguma palavra. 14Quando chegaram, disseram a Jesus: “Mestre, sabemos que tu és verdadeiro, e não dás preferência a ninguém. Com efeito, tu não olhas para as aparências do homem, mas ensinas, com verdade, o caminho de Deus. Dize-nos: É lícito ou não pagar o imposto a César? Devemos pagar ou não?”
15Jesus percebeu a hipocrisia deles, e respondeu: “Por que me tentais? Trazei-me uma moeda para que eu a veja”. 16Eles levaram a moeda, e Jesus perguntou: “De quem é a figura e inscrição que estão nessa moeda?” Eles responderam: “De César”.
17Então Jesus disse: “Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”. E eles ficaram admirados com Jesus

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Sabemos por experiência que nem todo mundo é sincero e que, às vezes, nós também não o somos. Fazemos elogios para captar a benevolência de quem nos ouve, o que é legítimo, desde que o elogio não seja embalagem de veneno. A língua afiada pode ser instrumento para uma resposta bem dada, sendo a língua para ensinar e não para ferir. Fariseus e herodianos fizeram perguntas a Jesus não para saber nem para aprender. Eram perguntas capciosas, nada sinceras. Sincera, no entanto, foi a resposta que os deixou sem fala: “Devolvei, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus”. A pergunta ocultava uma armadilha. Queriam ver Jesus em “maus lençóis”. Não eram gente boa nem confiável. Não é bom imitá-los. Que Deus nos dê um pouco da sabedoria de Jesus para sabermos nos defender com caridade e elegância! Os impostos devem ser pagos e devem ser bem empregados por quem os administra. Dê o imposto ao governo e os governantes o administrem em favor do povo, sob o olhar de Deus, a quem prestarão contas de seus atos.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
No Evangelho, Jesus nos convida a distinguir as coisas de Deus e as coisas dos homens, a “dar a Deus o que é de Deus e dar a César o que é de César”. Peçamos a graça de acolher a Palavra de Deus neste dia e de nos deixarmos conduzir pelo Senhor de nossa vida.
Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, felicidade e plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Qual é o contexto do relato evangélico? Qual ensinamento Jesus nos transmite quando afirma: “Devolvei a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”? Quais coisas pertencem a Deus e quais pertencem a César?

“Enquanto alguns bebem a Palavra de Jesus, outros – fariseus e herodianos – procuram um pretexto para acusá-lo. A pergunta é uma cilada e a resposta daria chances para comprometê-lo diante das autoridades ou diante do povo. Jesus é extremamente inteligente e não se deixa envolver pela intriga. Mais: ele estabelece fronteiras entre César e Deus. Ainda hoje nos perguntamos onde passam estas fronteiras. Deus merece e só aceita o primeiro lugar: amar a Deus sobre todas as coisas. A Igreja deve denunciar as tentativas, da parte de César, de usurpar as coisas de Deus. Alega-se que o Estado é laico, mas se esquece de que a maioria da população acredita em Deus, paga impostos e tem o direito de se manifestar.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim hoje? Como distingo o que é e vem de Deus e as coisas do mundo, que vem do egoismo, da ganância, do poder de visibilidade, etc ?

O agir de Deus é diferente da lógica de César. Nosso Deus é amor, gratuidade, bondade… Ele nos deu a vida, nos criou a sua imagem e semelhança, nos enviou seu Filho… Podemos de alguma forma devolver tudo o que Ele merece? Podemos de alguma forma pagar por tudo o que dele recebemos todos os dias?

Oração (Vida)
Apresente ao Senhor o desejo que brotou em seu coração e peça a graça de vivê-lo durante o dia. Faça sua prece de agradecimento ou pedido.

“No princípio deste dia, ó Senhor, nós suplicamos que nossas ações fiquem livres do pecado. Deus Pai, modere a nossa língua e detenha a palavra ofensiva. Que Suas mãos guardem nossos olhos para não vermos coisas vãs. Que tudo em nós seja puro e a desordem permaneça longe, para que, sóbrios, possamos vencer a soberba do corpo e, no fim do dia, vencedores do pecado entoemos Seu louvor. Louvor a Deus Pai, a Seu Filho Jesus e ao Espírito Santo, amém.

Contemplação (Vida e Missão)
Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe viver?

Bênção

  • Deus Todo-Poderoso, que a Vossa bênção desça sobre mim e sobre toda a minha família. Sobre a nação e sobre toda a humanidade.
  • Que o Senhor me abençoe e me guarde. Que a Virgem Maria me dê a paz e guie meu caminhar na estrada de seu filho Jesus. Amém.”

Ir. Carmen Maria Pulga

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

[apss_share]