Oração díária, Encontramos Jesus, o filho de José, de Nazaré... - Jo 1,45-51

20ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

24 de agosto de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, leva-me a conhecer, cada vez mais profundamente, a identidade de teu Filho Jesus, e a fazer-me discípulo dele, de modo a compartilhar sua missão.

PRIMEIRA LEITURA: Ap 21,9b-14

Leitura do Apocalipse de São João – 9bUm anjo falou comigo e disse: “Vem! Vou mostrar-te a noiva, a esposa do Cordeiro”. 10Então me levou em espírito a uma montanha grande e alta. Mostrou-me a cidade Santa, Jerusalém, descendo do céu, de junto de Deus, 11brilhando com a glória de Deus. Seu brilho era como o de uma pedra preciosíssima, como o brilho de jaspe cristalino. 12Estava cercada por uma muralha maciça e alta, com doze portas. Sobre as portas estavam doze anjos, e nas portas estavam escritos os nomes das doze tribos de Israel. 13Havia três portas do lado do oriente, três portas do lado norte, três portas do lado sul e três portas do lado do ocidente. 14A muralha da cidade tinha doze alicerces, e sobre eles estavam escritos os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 144(145)

— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso!
— Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso!

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos Santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

— Para espalhar vossos prodígios entre os homens, e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração!

— É justo o Senhor em seus caminhos, é Santo em toda obra que ele faz. Ele está perto da pessoa que o invoca, de todo aquele que o invoca lealmente

EVANGELHO: Jo 1,45-51

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

45Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse: “Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José”.
46Natanael disse: “De Nazaré pode sair coisa boa?” Filipe respondeu: “Vem ver!” 47Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: “Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade”. 48Natanael perguntou: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi”. 49Natanael respondeu: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel”.
50Jesus disse: “Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!” 51E Jesus continuou: “Em verdade, em verdade eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Bartolomeu, também chamado de Natanael, nasceu em Caná da Galileia. Depois da Ascensão do Senhor, pregou na Índia, chegando até as regiões do Cáucaso, onde foi martirizado. Segundo a tradição, foi esfolado vivo. Na Capela Sistina, na pintura que o retrata, ele segura a própria pele na mão esquerda e na direita o alfanje com que foi supliciado. Era um israelita observante e conhecia as Escrituras. Seu amigo, Filipe, quando lhe comunicou o encontro que tivera com Jesus, não lhe disse “encontramos o Messias”. O que disse só podia ser compreendido por quem conhecia a Bíblia: encontramos aquele sobre quem Moisés e os profetas escreveram. Quem é? Pergunta Natanael. Resposta: “É Jesus, o filho de José, de Nazaré”. Então Natanael reage: “De Nazaré não sai coisa boa! E o Messias não vem da Galileia”. Quando Bartolomeu percebe que Jesus o conhece, deixa de lado a sua segurança e professa a fé.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Memória litúrgica de São Bartolomeu, apóstolo de Jesus. Que a Palavra de Deus que vem a nós no dia de hoje nos encoraje na vivência do nosso Batismo, para que fiquemos, assim, comprometidos com a construção do Reino. Peçamos: “Despertai-nos, ó Deus, para o seguimento de vosso Filho, como o seguiram fielmente os Apóstolos. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Qual é o contexto da narrativa? Quais palavras ou frases mais chamaram sua atenção durante a leitura? Qual é a mensagem central do texto? Quais são as palavras ditas por Jesus? Qual a sua interpretação da exclamação de Filipe: “Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José”.
“Depois do prólogo, desencadeia-se uma sucessão de testemunhos em que um remete ao outro: João Batista (1,19-36), os dois discípulos de João, um dos quais André, irmão de Simão, e Filipe. Tudo se passa em quatro dias. Desse modo, é constituído o grupo inicial dos discípulos de Jesus. Nosso episódio se situa no quarto dia: encontro de Jesus com Filipe, encontro de Filipe com Natanael e encontro de Natanael com Jesus. Jesus mostra que conhece Natanael: ‘Eis um verdadeiro israelita, em quem não há fingimento’. ‘De onde me conheces?’, diz-lhe Natanael. A resposta de Jesus: ‘Antes que Filipe te chamasse, quando estavas debaixo da figueira, eu te vi’. Essa afirmação de Jesus nos faz lembrar do Salmo 139(138): ‘Senhor, tu me sondas e me conheces. Tu me conheces quando me assento ou me levanto…’. O Senhor vê muito além da aparência; ele vê o coração. O encontro com Jesus suscita em Natanael a fé: ‘Rabbi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel’. Jesus abre os olhos e o coração de Natanael para o futuro: a fé em Jesus, Messias, deve passar pela provação da paixão e da morte, tida no evangelho segundo João como a glorificação do Filho de Deus, para chegar ao dia do sol, ao dia da Ressurreição” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
“Quem um dia se encontrou com Jesus ou encontrou Jesus não consegue guardar para si essa descoberta. Encontrá-lo é mudar de vida. Filipe vai ao encontro de Natanael para dizer de sua descoberta: ‘Encontramos Jesus, de quem fala a lei e os profetas’. Não havia dúvida no coração de Filipe: ‘Ele é o Senhor!’. Natanael, preconceituoso, não hesitou em dizer: ‘De Nazaré pode sair algo de bom?’. Era preciso que seus olhos percebessem: ‘Vem e vê!’. A atitude de Natanael retirou um elogio de Jesus: ‘Nesse homem não há falsidade’. Surpreso, Natanael pergunta: ‘De onde me conheces?’. A resposta é fantástica: ‘Antes que Filipe te chamasse, eu te vi’. O olhar de Jesus nos alcança bem antes de o termos visto” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer ao Senhor? Faça a sua oração, mantendo em mente suas intenções e as intenções do povo, pois são muitas as realidades que precisam de nossa oração. Lembre-se de que o Senhor acolhe você e tudo aquilo que lhe é apresentado na oração.

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você a partir da Palavra? O que o Evangelho o(a) levou a experimentar? Qual nova atitude você deseja viver neste dia?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas