Oração diária, O que sai da pessoa é que a torna impura - Mc 7,14-23

5ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

12 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 11 de fevereiro Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, cria, no meu coração, a pureza verdadeira que me permite estar na tua presença, seguro de que minha vida te agrada.

PRIMEIRA LEITURA: 1Rs 10,1-10

Leitura do Primeiro Livro dos Reis

1Naqueles dias, a rainha de Sabá, tendo ouvido falar – para a glória do Senhor – da fama de Salomão, veio prová-lo com enigmas. 2Chegou a Jerusalém com numerosa comitiva, com camelos carregados de aromas, e enorme quantidade de ouro e pedras preciosas. Apresentou-se ao rei Salomão e expôs-lhe tudo o que tinha em seu pensamento.
3Salomão soube responder a todas as suas perguntas: para ele nada houve tão obscuro que não pudesse esclarecer. 4Quando a rainha de Sabá viu toda a sabedoria de Salomão, a casa que tinha construído, 5os manjares da sua mesa, os cortesãos sentados em ordem à mesa, as diversas classes dos que o serviam e suas vestes, os copeiros, os holocaustos que ele oferecia no templo do Senhor, ficou pasmada e disse ao rei:
6“Realmente era verdade o que eu ouvi no meu país a respeito de tuas palavras e de tua sabedoria! 7Eu não queria acreditar no que diziam, até que vim e vi com os meus próprios olhos, e reconheci que não me tinham dito nem a metade. Tua sabedoria e tua riqueza são muito maiores do que a fama que chegara aos meus ouvidos. 8Feliz a tua gente, felizes os teus servos que gozam sempre da tua presença e que ouvem a tua sabedoria! 9Bendito seja o Senhor, teu Deus, a quem agradaste, que te colocou sobre o trono de Israel, porque o Senhor amou Israel para sempre, e te constituiu rei para governares com justiça e equidade”.
10Depois, ela deu ao rei cento e vinte talentos de ouro e grande quantidade de aromas e pedras preciosas. Nunca mais foi trazida tanta quantidade de aromas como a que a rainha de Sabá deu ao rei Salomão.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 37(36)

         — O justo tem nos lábios o que é sábio.
— O justo tem nos lábios o que é sábio.

— Deixa aos cuidados do Senhor o teu destino; confia nele, e com certeza ele agirá. Fará brilhar tua inocência como a luz, e o teu direito, como o sol do meio-dia.

— O justo tem nos lábios o que é sábio, sua língua tem palavras de justiça; traz a Aliança do seu Deus no coração, e seus passos não vacilam no caminho.

— A salvação dos piedosos vem de Deus; ele os protege nos momentos de aflição. O Senhor lhes dá ajuda e os liberta, defende-os e protege-os contra os ímpios, e os guarda porque nele confiaram.

EVANGELHO: Mc 7,14-23

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: “Escutai todos e compreendei: 15o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior. 16Quem tem ouvidos para ouvir ouça”.
17Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. 18Jesus lhes disse: “Será que nem vós compreendeis? Não entendeis que nada do que vem de fora e entra numa pessoa pode torná-la impura, 19porque não entra em seu coração, mas em seu estômago e vai para a fossa?” Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros.
20Ele disse: “O que sai do homem, isso é que o torna impuro. 21Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, 22adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23Todas estas coisas más saem de dentro e são elas que tornam impuro o homem”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Os judeus tinham muito cuidado com a saúde. A experiência do deserto ensinou-lhes o que convinha e o que não convinha comer, beber, tocar, vestir. Levou-os também a se protegerem de doenças contagiosas. Não havia pronto-socorro à disposição nem medicamentos específicos para enfermidades específicas. Era preciso ser prudente e sábio. A legislação procurava orientar a população nômade para que vivesse bem e completasse a travessia do deserto. No entanto, o que a inteligência prática dizia ser conveniente ou não se tornou religiosamente permitido ou proibido. A partir daí as pessoas podiam se tornar legalmente impuras. Impuras por causa de um preceito ou de um princípio, embora não moralmente impuras. Restaurando a ordem primitiva, Jesus ensina o que torna alguém de fato impuro aos olhos de Deus. É o que sai do projeto do coração, o que é fruto de uma opção fundamental de vida.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Que esse evangelho ilumine minha mente porque é ela quem produz os pensamentos e toma as decisões. Peço a Jesus que me dê uma mente sã e um coração puro. “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito firme. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão (Salmo 51:10-13)

Leitura (Verdade)
Leio outra vez o Evangelho e me pergunto: o que esse Evangelho quer nos ensinar? Como Jesus instruía seus discípulos e discípulas? Como ele ensina ainda hoje?
“O coração humano é fonte geradora do mal e do bem. Ele é feito para amar, mas muitas vezes se enche de ódio e de todo tipo de maldades. “Chamando a multidão” é uma expressão usada por Jesus quando quer proferir um ensinamento importante. Ele desloca o eixo da moralidade. Existiam, naquele tempo, muitas prescrições sobre pureza e impureza. Jesus não quer abolir tudo isso, mas vem dar-lhe um novo significado. Em vez da pureza legal, apresenta a pureza profética. Em vez de se fixar em cima de atos, Jesus chama a atenção da origem da moralidade: o coração. Antes de se realizarem as coisas más, elas contaminam o coração. Trata-se de verdadeira sementeira: nossos pensamentos, bons e maus, se transformam em atos.” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Antes de se realizarem as coisas más, elas já contaminam a mente e o coração. Como estão minha mente e meu coração? Sou capaz de eliminar todo pensamento negativo e substitui-lo por pensamentos positivos? O que é que me torna uma pessoa impura? Tanto o bem quanto o mal são contagiosos. O que escolho?

Oração (Vida)
Jesus tu és a vida, tu és o amor. Ensina-me a ter mente e coração puros. Que eu possa sempre te louvar com pureza de coração fazendo todas as minhas ações com a pureza de intenções. “Acima de tudo, meu filho, tome muito cuidado com suas emoções, porque elas afetam toda sua vida”.(Prv 4,23). Se o meu coração for cheio de amargura, rispidez, mentiras, poluído de todo tipo maldade, todas as minhas ações transmitirão e refletirão atitudes ruins. Nosso coração precisa estar bem com Deus, conosco mesmo e com os outros, porque tudo se origina dele e manifesta-se na vida externa do ser humano das mais diferentes maneiras.

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo as pessoas e procuro ver nelas a pureza da mente e do coração. Se eu me cercar de pessoas boas será mais fácil ser bom e transmitir o bem.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém

Paulinas