Liturgia diária Cátedra de São Pedro Apóstolo Mt 16,13-19

Cátedra de São Pedro – Ano Litúrgico A

23 de fevereiro de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 22 de fevereiro Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, cria no meu coração o mesmo amor por ti e por tua Igreja, que puseste no coração de Pedro e de Paulo.

PRIMEIRA LEITURA:

Leitura da Primeira Carta de São Pedro – Caríssimos, 1exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: 2Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; 3não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho. 4Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO

        — O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.
— O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

— O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.

— Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

EVANGELHO: Mt 16,13-19

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
         – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.
17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Hoje celebramos a festa da Cátedra de Pedro, expressão simbólica para dizer que celebramos a função que Jesus deu a Pedro de presidir a sua Igreja. Pedro deve apascentar o rebanho e confirmar a fé de seus irmãos e irmãs. Ele é a pedra sobre a qual Jesus edifica a sua Igreja. Recebe as chaves do Reino dos Céus com a promessa de que “as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela”, isto é, o demônio e seus agentes não conseguirão destruir a Igreja de Jesus. A Igreja se parece com aquele barquinho de Pedro, sujeito a tempestades no mar da vida. Na proa está Pedro, homem impetuoso e cheio de entusiasmo por seu Senhor e Mestre, mas, antes de tudo, homem, sujeito a limitações e fraquezas, e, como ele, todos os seguidores de Jesus. Não lhes falta, porém, a graça que Jesus deixou nos sacramentos, sinais eficazes da amizade de Deus para com seus filhos pecadores, chamados continuamente à conversão.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A Liturgia da Cátedra de São Pedro recorda-nos a escolha que Cristo faz de Pedro para tornar-se seu ministro na condução do rebanho.
Coloco-me na companhia dos discípulos que seguem Jesus e no amanhecer deste dia peço que a luz da fé desperte em mim o desejo e a graça de penetrar, sempre mais em profundidade, nas palavras do Mestre. Entro em meu santuário interior e fecho todas as janelas que me oferecem distrações.
Oro: Ó Espírito Santo, que falas ao coração orante e escutas seus anseios, desejos, compromissos e cantos de louvor; faz com que te procurando de coração sincero encontre os tesouros escondidos em tua Palavra e chegue ao conhecimento da verdade. Amém.
Canto: Ó luz do Senhor, que vem sobre a terra, inunda meu ser, permanece em nós.

Leitura (Verdade)
Qual a pergunta de Jesus? O que respondem os discípulos? Qual o tema central deste relato?
“Os apóstolos já estavam bastante tempo com o Mestre, mas a conversão deles é lenta. O nacionalismo os fazia pensar num Israel glorioso, como nos dias de Davi e Salomão. Jesus faz a eles uma pergunta, em duas dimensões. As primeiras respostas colocam Jesus na dimensão profética. Mais difícil é responder a segunda pergunta. Ela visa à adesão, não a uma causa, mas a uma pessoa, a adorável pessoa de Jesus. Pedro toma a palavra e faz sua proclamação em nome da Igreja. E Jesus antecipa os acontecimentos. Depois da traição de Pedro, ele será a pedra angular da comunidade dos seguidores de Jesus. Pedro recebe também o poder da chave, a possibilidade de abrir e fechar. A ele caberá a missão de confirmar os irmãos na fé.” (Viver a Palavra- 2020 – Frei Aldo Colombo- Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Releio o Evangelho e deixo que as perguntas de Jesus ressoem em meu coração. “Quem dizem as pessoas ser o Filho do Homem?” “E vós quem dizeis que eu sou?” Minha fé está em sintonia com a de Pedro: “Tu és o Cristo o Filho de Deus vivo?” Como está minha comunhão com a Igreja, comunidade de fé? Em que fonte confirmo minha fé?

Oração (Vida)
Renovo minha fé em Cristo que nos quer unidos como irmãos:
Creio que Jesus é a pedra fundamental que sustenta a Igreja e o mundo!
Creio que Ele é o Senhor da vida e nosso libertador.
Creio em sua presença imperceptível, mas real e vital, que me conduz a criar laços de união com aqueles que estão ao meu lado.
Creio no Pai, no Filho e Espírito Santo, que me renovam como membro de uma comunidade de fé para benefício de meus irmãos.
Continue sua profissão de fé conforme ela brota em seu coração…
Contemplação (Vida e Missão)
Agradeço a Deus por ser membro de uma comunidade de fé que tem como centro a Trindade e como missão a fraternidade, a justiça e o amor. Renovo a promessa de ser fiel a Igreja de Cristo sendo participativo em minha comunidade cristã.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Ir. Carmen Maria Pulga