Liturgia diária, Tende coragem! - Jo 16,29-33

7ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico A

25 de maio de 2020

ORAÇÃO DO DIA

Pai, fica comigo, assim como estiveste com Jesus, e sê meu protetor quando se levantarem contra mim as forças hostis a teu Reino. E que eu seja capaz de vencê-las!

PRIMEIRA LEITURA: At 19,1-8

Leitura dos Atos dos Apóstolos – 1Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as re­giões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: 2“Vós rece­bestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?” Eles responderam: “Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!”
3Então Paulo perguntou: “Que batismo vós recebestes?” Eles responderam: “O batismo de João”. 4Paulo disse-lhes: “João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus”. 5Tendo ouvido isso, eles foram ba­tizados no nome do Senhor Jesus.
6Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar. 7Ao todo, eram uns doze homens. 8Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o reino de Deus.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 68(67)

          — Reinos da terra, cantai ao Senhor.
— Reinos da terra, cantai ao Senhor.

— Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, como a cera se derrete, ao contato com o fogo, assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!

— Mas os justos se alegram na presença do Senhor; rejubilam satisfeitos e exultam de alegria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome! O seu nome é Senhor: exultai diante dele!

— Dos órfãos ele é pai, e das viú­vas protetor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

EVANGELHO: Jo 16,29-33

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29os discípulos disseram a Jesus: “Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras. 30Agora sabemos que conheces tudo e que não precisas que alguém te interrogue. Por isto cremos que vieste da parte de Deus”. 31Jesus respondeu: “Credes agora? 32Eis que vem a hora – e já chegou – em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo. 33Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas, tende coragem! Eu venci o mundo!”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Nesta semana nos preparamos para a festa de Pentecostes. Que desça sobre nós a força do Espírito Santo para podermos conhecer fielmente a vontade de Deus e dar testemunho dela com a prática das boas obras. Os discípulos se dispersaram e Jesus aparentemente ficou só. Aparentemente, porque o Pai estava com ele. Jesus compreende a fraqueza dos seus discípulos e os anima: “No mundo tereis aflições. Mas tende coragem! Eu venci o mundo”. Estas palavras permitem-nos partir cheios da coragem que o Espírito Santo concedeu aos apóstolos, levando-os a anunciar Jesus Cristo. Impelidos pelo Espírito que é o amor, coloquemos com coragem e de boa vontade todos os nossos dons e nossas qualidades a serviço de Cristo e de seu Evangelho, aos outros. E com o Papa Francisco acrescentamos: “A vida cristã é uma luta permanente. Requer-se força e coragem para resistir às tentações do demônio e anunciar o Evangelho. Esta luta é magnífica, porque nos permite cantar vitória todas as vezes que o Senhor triunfa na nossa vida”.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Iniciemos a nossa oração, nesta 7ª semana da Páscoa. A liturgia nos convida a celebrar e a participar dos ensinamentos do Senhor. Façamos o sinal da Cruz abrindo nosso ser ao Deus que mora em nós.

Trindade Santa, dai-me a graça de estar bem perto de Jesus para me concentrar em sua Palavra. Faço o sinal da cruz sobre meu corpo, Templo de Deus: “Em nome do Pai, do Filho e do Santo Espírito. Amém.”

Oremos: “Vinde, Espírito Santo, enchei os corações de vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Senhor, nosso Deus, que pela luz do Espírito Santo instruístes o coração dos vossos fiéis, fazei-nos dóceis ao mesmo Espírito, para apreciarmos o que é justo e nos alegrarmos sempre com a sua presença. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.”

Leitura (Verdade)
Faça a leitura do Evangelho pausadamente, destacando os verbos que surgem durante a narrativa, e reflita sobre a palavra que mais o(a) tocou. A partir de qual experiência os discípulos constatam que Jesus é verdadeiramente o enviado do Pai? Qual orientação Jesus deixa a eles?

“A Igreja pode ser definida como a santa sociedade dos pecadores. Ela é santa pelo seu fundador, ela é santa pelos sacramentos, ela é santa pela Palavra. Nós também, numa dimensão pequena, fazemos parte da santidade da Igreja. Mas esta Igreja é pecadora, porque formada por nós, pecadores. A fragilidade dos discípulos ficou clara na prisão e morte de Jesus. Mesmo assim, Jesus continua a amá-los e confia neles. Ele será sua força quando as aflições se tornarem gigantescas. Aí é a hora de Deus, que nunca abandona os seus. E como resposta às perseguições, ele dará aos discípulos a Paz. E com a Paz, a tranquilidade: ele é o Senhor da História e garante: “Eu venci o mundo!”. Até a consumação final, a luta continua.”(Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Releio o Evangelho e permito que a Palavra toque meu coração e escuto o que Deus tem a me dizer. O Senhor nos acolhe mesmo com nossas fragilidades, e nos faz olhar de modo novo para a vida. Ele se põe ao nosso lado, mas quer que façamos também a nossa parte. “Tende coragem! Eu venci o mundo”.

Oração (Vida)
Este momento deixo meu coração falar com Deus. O quero lhe dizer?

Rezo como missionário(a) pelas necessidades de meu povo. Falo com Deus das fragilidades humanas (lembro as classes menos favorecidas, as que exercem responsabilidade com o povo) e peço a graça de sabedoria divina, especialmente em momentos de crises e dúvidas. Rezo com confiança, sem medo.

Contemplação (Vida e Missão)
É preciso vigilância e uma decisão constante para viver segundo os ensinamentos de Jesus. O que me proponho viver hoje como um passo de fidelidade ao que o Mestre Jesus ensinou?

Bênção
Benção da saúde:

  • O Senhor esteja convosco.
  • Ele esta entre nós.
  • Oremos: Senhor nosso Deus, que enviastes vosso Filho ao mundo para carregar as nossas enfermidades e levar sobre si as nossas dores, nós vos suplicamos por todas as pessoas doentes para que com a paciência fortalecida e a fé renovada superem a doença por vossa benção e voltem a gozar saúde por vossa ajuda.
  • Por Cristo Nosso Senhor.
  • Amém.
  • Deus de toda a consolação , que cuida de tidas as criaturas, vos dê a sua benção.
    Amém.
    Ir. Carmen Maria Pulga

Confira a Homilia dominical.Clique aqui

[apss_share]