Liturgia diária, A morte de João Batista - Mt 14,1-12

17ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

03 de agosto de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, na qualidade de discípulo de teu Filho Jesus, quero inspirar-me na coragem inabalável de João Batista, denunciando profeticamente a prepotência dos grandes.

PRIMEIRA LEITURA: Lv 25,1.8-17

Leitura do Livro do Levítico

1O Senhor falou a Moisés no monte Sinai, dizendo: 8“Contarás sete semanas de anos, ou seja, sete vezes sete anos, o que dará quarenta e nove anos. 9Então fará soar a trombeta no décimo dia do sétimo mês. No dia da Expiação fareis soar a trombeta por todo o país. 10Declarareis santo o quinquagésimo ano e proclamareis a libertação para todos os habitantes do país: será para vós um jubileu.

Cada um de vós poderá retor­nar à sua propriedade e voltar para a sua família. 11O quinquagésimo ano será para vós um ano de jubileu: não semeareis nem colhereis o que a terra produzir espontaneamente, nem colhereis as uvas da vinha não-podada; 12pois é um ano de jubileu, sagrado para vós, mas podereis comer o que produziram os campos não-cultivados.

13Nesse ano de jubileu cada um poderá retornar à sua propriedade. 14Se venderes ao teu con­terrâneo, ou dele comprares alguma coisa, que ninguém explore o seu irmão; 15de acordo com o número de anos decorridos após o jubileu, o teu con­terrâneo fixará para ti o preço de compra, e de acordo com os anos de colheita, ele fixará o preço de venda.

16Quanto maior o número de anos que restarem após o jubileu, tanto maior será o preço da terra; quanto menor o número de anos, tanto menor será o seu preço, pois ele te vende de acordo com o número de colheitas. 17Não vos leseis uns aos outros entre irmãos, mas temei o vosso Deus. Eu sou o Senhor, vosso Deus.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 66(67

         —Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.
— Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor, que todas as nações vos glorifiquem.

— Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção e sua face resplandeça sobre nós! Que na terra se conheçam o seu caminho e a sua salvação por entre os povos.

— Exulte de alegria a terra inteira, pois julgais o universo com justiça; os povos governais com retidão, e guiais, em toda a terra, as nações.

— A terra produziu sua colheita: o Senhor e nosso Deus nos abençoa. Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe e o respeitem os confins de toda a terra!

EVANGELHO: Mt 14,1-12

       – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

1Naquele tempo, a fama de Jesus chegou aos ouvidos do governador Herodes. 2Ele disse a seus servidores: “É João Batista, que ressuscitou dos mortos; e, por isso, os poderes mira­culosos atuam nele”. 3De fato, Herodes tinha mandado prender João, amarrá-lo e colocá-lo na prisão, por causa de Herodía­des, a mulher de seu irmão Filipe.
4Pois João tinha dito a He­ro­des: “Não te é permitido tê-la como esposa”. 5Herodes queria matar João, mas tinha medo do povo, que o considerava como profeta. 6Por ocasião do aniversário de Herodes, a filha de Hero­díades dançou diante de todos, e agradou tanto a He­ro­des 7que ele prometeu, com juramento, dar a ela tudo o que pedisse.
8Instigada pela mãe, ela disse: “Dá-me aqui, num prato, a cabeça de João Batista”. 9O rei ficou triste, mas, por causa do juramento diante dos convidados, ordenou que atendessem o pedido dela. 10E mandou cortar a cabeça de João, no cárcere. 11Depois a cabeça foi trazida num prato, entregue à moça e esta a levou a sua mãe. 12Os discípulos de João foram buscar o corpo e o enterraram. Depois foram contar tudo a Jesus.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

João Batista foi decapitado. Os discípulos de João sepultaram o corpo e relataram a Jesus o acontecido. O fato é histórico, os pormenores não. Os relacionamentos familiares dos descendentes de Herodes Magno são bastante complicados. O local da morte do Batista não está bem definido e a razão de sua morte não está necessariamente ligada ao mal – estar de Herodíades. A verdade é que João aparece como um homem sério, que procura devolver a seu povo a retidão dos caminhos do Senhor. Não receia censurar quem o procura para o batismo e critica o comportamento do rei Herodes. O dia do Senhor, anunciado pelos profetas, estava próximo. João queria o povo preparado para esse dia.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Na escuta, meditação e contemplação da Palavra de Deus, acolhamos o Senhor que nos fala ao coração. No testemunho de João Batista, encontraremos a prefiguração da paixão e morte de Jesus.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Por que Herodes identifica Jesus com João Batista? Qual é a relação entre eles? Quem é João Batista? Qual é o motivo da morte de João Batista?
“Ao longo de toda a vida terrestre de Jesus, as pessoas se perguntam sobre sua identidade e origem. De certo modo, a pergunta ‘quem é Jesus?’ perpassa todo o evangelho e deve acompanhar o leitor. As tentativas de resposta, à exceção de uns poucos personagens do evangelho, não alcançam a verdadeira identidade de Jesus. A incompreensão e a incredulidade impedem de penetrar profundamente no seu mistério. João Batista, precursor do Messias, é o mártir da moral. Foi preso e decapitado por denunciar uma união ilegal entre Herodes e Herodíades. Herodes, Lucas se encarregou de caracterizá-lo como ‘malfeitor’ (Lc 3,19-20); Herodíades parece ser uma mulher dominada por paixões e com forte espírito de vingança. É ela quem exige a morte de João no vácuo de uma atitude primária, motivada pelo encanto e desvario de Herodes com relação à filha de Herodíades. A amante de Herodes quer eliminar a voz que denuncia o seu mal. O poder de Herodes contrasta com o poder de Jesus: o poder que Herodes exerce exclui e mata; o poder de Jesus faz viver e suscita o gosto pela vida, pois é o poder do amor. Parece que o sofrimento, a prisão injusta e a morte de João prefiguram a paixão e morte de Jesus Cristo. João e Jesus, tidos como profetas, tiveram a sorte dos profetas” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual palavra do Evangelho encontrou sintonia com a sua vida? Quais sentimentos o texto desperta em você? Permaneça por alguns instantes em silêncio e procure sintetizar em poucas palavras o apelo que a Palavra de Deus despertou em seu coração.
“Herodes está atormentado com a possibilidade de João Batista ter ressuscitado e vindo para se vingar. De fato, Herodes mandou decapitar João Batista por causa de uma menina mimada que pedira a cabeça dele numa bandeja. Essa crise de Herodes deve-se à fama de Jesus que chegara ao seu ouvido. Herodes está sofrendo com sua consciência por ter matado um profeta, um homem de bem, um consagrado do Senhor. Seu castigo foi o remorso. Geralmente, o remorso leva a um arrependimento, mas, no caso de Herodes, era apenas pavor, medo de ser castigado ainda em vida. Os discípulos de João, muito tristes, foram contar tudo para Jesus, o que o impulsiona à missão. É como se ele dissesse: ‘Agora é hora de agir!’” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Agradeça tudo o que a Palavra lhe permitiu compreender do mistério de Cristo e apresente ao Senhor a oração que brotou em seu coração durante a leitura orante.
Conclua com a oração: “Jesus, divino Mestre, nós vos adoramos, Filho muito amado do Pai, caminho único para chegarmos a Ele. Nós vos louvamos e agradecemos, porque sois o exemplo que devemos seguir. Com simplicidade queremos aprender de Vós o modo de ver, julgar e agir. Queremos ser atraídos por Vós, para que, caminhando nas vossas pegadas, possamos viver dia a dia a liberdade dos filhos de Deus, buscando, em tudo, a vontade do Pai. Aumentai nossa esperança e ajudai-nos a retratar em nossa vida a vossa imagem, para que assim vos possamos possuir eternamente no céu. Amém.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual é a aplicação da Palavra em sua vida? O que você se propõe a viver hoje? Como pretende atingir esse propósito?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas