Liturgia diária, Misericórdia eu quero, não sacrifícios - Mt 9,9-13

13ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

05 de julho de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, coloca-me sempre junto àqueles que mais carecem de tua salvação, e liberta-me de toda espécie de preconceitos que contaminam o meu coração.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 23,1-4.19, 24,1-8.62-67

Leitura do livro do Gênesis – 1Sara viveu cento e vinte e sete anos: tal foi a duração de sua vida. 2Ela morreu em Quiriat-Arbé, hoje Hebron, na terra de Canaã. Abraão veio para a prantear e chorar. 3Abraão, tendo-se retirado de junto da defunta, falou aos filhos de Het, dizendo: 4“Sou no meio de vós um simples hóspede e estrangeiro; concedei-me, não obstante, a propriedade de uma sepultura na vossa terra, para que eu possa sepultar minha defunta mulher.” 19E Abraão sepultou Sara, sua mulher, na caverna de Macpela, defronte de Mambré, hoje Hebron, na terra de Canaã. 1O velho Abraão estava avançado em idade, e o Senhor o tinha abençoado em todas as coisas. 2Abraão disse ao servo mais antigo de sua casa, que administrava todos os seus bens: “Mete tua mão debaixo de minha coxa. 3Quero que jures pelo Senhor, Deus do céu e da terra, que não escolherás para mulher de meu filho nenhuma das filhas dos cananeus, no meio dos quais habito; 4mas irás à minha terra, à minha parentela, e lá escolherás uma mulher para o meu filho Isaac.” 5O servo respondeu: “Talvez essa mulher não me quererá seguir a esta terra; nesse caso, poderei reconduzir o teu filho à terra de onde saíste?” 6“Guarda-te bem, disse-lhe Abraão, de reconduzir para lá o meu filho! 7O Senhor Deus do céu, que me tirou da casa de meu pai e de minha pátria, que me disse e me jurou dar esta terra à minha posteridade, este Senhor mandará o seu anjo diante de ti, e tu escolherás lá uma mulher para o meu filho. 8Mas, se ela não te quiser seguir, estarás desobrigado do juramento que te impus. Somente não reconduzas (de forma alguma) para lá o meu filho.” 62Entretanto, Isaac tinha voltado do poço de Lacai-Roi, e habitava no Negeb. 63Uma tarde em que saíra para meditar no campo, levantando os olhos, viu alguns camelos que se aproximavam. 64Rebeca também, tendo levantado os olhos, viu Isaac, e desceu do camelo. 65Ela disse ao servo de Abraão: “Quem é aquele homem que vem ao nosso encontro no campo?” “É o meu senhor”, respondeu ele. E ela tomou depressa o véu e cobriu-se. 66O servo contou a Isaac tudo o que tinha feito. 67E Isaac introduziu Rebeca na tenda de Sara, sua mãe. Desposou-a, e ela tornou-se sua mulher muito amada. E desse modo Isaac consolou-se da morte de sua mãe.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 105(106)

          — Dai graças ao Senhor, porque ele é bom.
— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom.

— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia! Quem contará os grandes feitos do Senhor? Quem cantará todo o louvor que ele merece?

— Felizes os que guardam seus preceitos e praticam a justiça em todo o tempo! Lembrai-vos, ó Senhor, de mim, lembrai-vos, pelo amor que demonstrais ao vosso povo!

— Visitai-me com a vossa salvação, para que eu veja o bem-estar do vosso povo, e exulte na alegria dos eleitos, e me glorie com os que são vossa herança.

EVANGELHO: Mt 9,9-13

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
          – Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 9Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu. 10Como Jesus estivesse à mesa na casa desse homem, numerosos publicanos e pecadores vieram e sentaram-se com ele e seus discípulos. 11Vendo isto, os fariseus disseram aos discípulos: “Por que come vosso mestre com os publicanos e com os pecadores?” 12Jesus, ouvindo isto, respondeu-lhes: “Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. 13Ide e aprendei o que significam estas palavras: Eu quero a misericórdia e não o sacrifício (Os 6,6). Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores.” 

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Jesus chama São Mateus, o autor do Evangelho que estamos meditando. Além de cobrador de impostos, Mateus era também escriba e depois se tornou discípulo do Reino. É sobre si mesmo que ele escreve, no fim do sermão das parábolas, que “todo escriba que se tornou discípulo do Reino dos Céus é semelhante a um pai de família que do seu tesouro tira coisas novas e velhas”. Cafarnaum era lugar de passagem para outras administrações regionais sob o domínio dos romanos, com alfandega e coletoria de impostos. Passando por ali, Jesus viu Mateus e o chamou. “Segue-me. Ele se levantou e o seguiu”. Fizeram uma festa na casa de Mateus com Jesus e seus discípulos e muitos publicanos e pecadores. Os fariseus, que viram isso, pediram uma explicação aos discípulos: “Por que o mestre de vocês come com publicanos e pecadores?”. Se a pergunta foi sincera, a resposta foi bem dada: “Quem precisa de médico é o doente. Vim chamar os pecadores e não os justos. Aprendam o que significa: Quero misericórdia e não sacrifícios”. Que Jesus venha e entre em nossa casa! Também precisamos de um bom médico.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Nesta primeira sexta-feira do mês, celebramos o Sagrado Coração de Jesus. Peçamos que a Palavra de Deus, que hoje nos apresenta o chamado do Senhor a Mateus, o coletor de impostos, esteja em nossa mente, em nosso coração e em nossas ações.
Rezemos: “Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o atentamente. Qual é o contexto da narrativa? Quais personagens estão presentes? O que Jesus comunica aos seus discípulos e a nós? Quais palavras mais chamaram sua atenção durante a leitura? Quais expressões se repetem?
“‘Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores para que se convertam’ (Lc 5,32; ver tb. 19,10). Ninguém está excluído da salvação; ela é um dom de Deus para todas as pessoas. O ser humano, no entanto, precisa acolhê-la livremente e aderir a ela de modo que esse dom possa se refletir no seu modo de viver. A missão de Jesus é para aqueles que precisam de médico, para quem sofre as dores e as feridas do mal (v. 12; Lc 5,31; Ex 15,26; Jr 8,22). Mateus, chamado por Jesus, é publicano e, como tal, considerado impuro pelo simples fato de sua profissão. O texto da língua original não deixa claro se a refeição foi na casa de Mateus, ao contrário de Marcos e Lucas, que o dizem explicitamente (Mc 2,15; Lc 5,29). Aqui, no texto de Mateus, se tem a impressão de que Jesus acolhe na sua própria casa os coletores de impostos e pecadores. Talvez seja uma ambiguidade intencional: Jesus vai aonde estão os pecadores para encontrá-los (Lc 15), e os pecadores são recebidos no Reino de Deus por Jesus. A citação de Oseias 6,6, ao mesmo tempo que descortina o mal dos que criticam a atitude de Jesus de acolher os pecadores, apresenta a misericórdia como objeto do desígnio de Deus para todo o povo. O sacrifício de nada serve se ele não ajudar a pessoa a ser ‘misericordiosa como Deus é misericordioso’ (Lc 6,36)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Todos são chamados ao seguimento de Jesus. Que possamos, então, ter um coração atento e disponível ao seu convite. O que o texto diz a você hoje? Qual palavra do Evangelho encontrou profunda sintonia com a sua vida, com as suas atitudes? Em sua vida, seu trabalho, seu relacionamento com as pessoas, como você procura viver os ensinamentos de Jesus? Quais sentimentos o texto despertou em você?
“Se deixar que as incompreensões dos outros me aflijam, ou mesmo me importar com que os outros falam de mim porque fui ao encontro daqueles considerados pecadores e condenados, nunca exercerei minha missão de ir aos doentes pelo pecado. Jesus foi vítima dessa perseguição e nem por isso deixou de cumprir a vontade do Pai, que era salvar e resgatar o que estava perdido. Ao fariseu, Jesus disse: ‘Não vim chamar justos, mas pecadores!’. É isso mesmo: Mateus é a figura desse homem que foi agraciado pela misericórdia de Jesus, e de pecador público torna-se apóstolo, porque respondeu com amor e verdade ao chamado do Senhor. Olhemos menos para a vida dos outros e nos convertamos mais a cada dia!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
À luz da Palavra que meditamos, peçamos que o Espírito Santo transforme o nosso coração: “Ó Espírito Santo! Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas, alheio a qualquer desprezível competição humana, compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao Coração do Senhor Jesus. Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer por todos. Um coração grande e forte, para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda ofensa, toda desilusão. Um coração grande e forte e constante até o sacrifício, quando for necessário. Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo e cumprir humilde e fielmente a vontade do Pai. Amém” (Papa Paulo VI).

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe viver no dia de hoje?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas