Liturgia diária Os ensinamentos de Jesus - Mt 13,54-58

São José Operário, memória – Ano Litúrgico C

01 de maio de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, livra-me da tentação de querer enquadrar-te em meus mesquinhos esquemas. Que eu saiba reconhecer e respeitar o teu modo de agir.

PRIMEIRA LEITURA: Gn 1,26–2,3

Leitura do Livro do Gênesis.

26Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra”.
27E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou: homem e mulher os criou. 28E Deus os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra”. 29E Deus disse: “Eis que vos entrego todas as plantas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que produzem fruto com sua semente, para vos servirem de alimento. 30E a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou todos os vegetais para alimento”. E assim se fez. 31E Deus viu tudo quanto havia feito, e eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia. 2,1E assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2No sétimo dia, Deus considerou acabada toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera. 3Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, porque nesse dia descansou de toda a obra da criação.

— Palavra do Senhor.
— Graças a Deus.

Ou (escolhe-se uma das leituras)

Primeira Leitura (Cl 3,14-15.17.23-24)

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses.

14Irmãos, acima de tudo amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição. 15Que a paz de Cristo reine em vossos corações, à qual fostes chamados como membros de um só corpo. E sede agradecidos. 17Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai. 23Tudo o que fizerdes, fazei-o de coração, como para o Senhor e não para os homens. 24Pois vós bem sabeis que recebereis do Senhor a herança como recompensa. Servi a Cristo, o Senhor

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 89(90) 

— Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!
— Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!

— Já bem antes que as montanhas fossem feitas ou a terra e o mundo se formassem, desde sempre e para sempre vós sois Deus.

— Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!” Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou.

— Ensinai-nos a contar os nossos dias, e dai ao nosso coração sabedoria! Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? Tende piedade e compaixão de vossos servos!

— Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! Manifestai a vossa obra a vossos servos, e a seus filhos revelai a vossa glória!

EVANGELHO:  Mt 13,54-58

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 54dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: “De onde lhe vem essa sabedoria e esses milagres? 55Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56E suas irmãs não moram conosco? Então, de onde lhe vem tudo isso?” 57E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!” 58E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Na festa de São José Operário, queremos nos lembrar dos ensinamentos do Concílio Vaticano II sobre o mundo do trabalho, porque é com o trabalho que sustentamos nossa vida e a vida de nossa família. Exercitamos assim uma caridade autêntica e colaboramos com a criação divina, oferecendo a Deus o nosso trabalho em união com a obra redentora de Cristo. Trabalhando com as suas próprias mãos em Nazaré, juntamente com São José, Jesus conferiu ao trabalho uma dignidade sublime. Temos, pois, o dever de trabalhar fielmente e temos também o direito ao trabalho. A sociedade deve ser organizada de tal forma que não falte a ninguém o trabalho remunerado, e assim o trabalhador possa cultivar dignamente a própria vida material, social, cultural e espiritual, e a dos seus. A atividade econômica não pode ser organizada em prejuízo daqueles que trabalham, sobretudo dos trabalhadores de produção manual. Acontece ainda em nossos dias que os que trabalham estão de algum modo escravizados à própria atividade. O processo produtivo deve ser adaptado às necessidades das pessoas, que nunca devem ser exploradas por interesses mesquinhos. Que São José proteja todos os trabalhadores!

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Hoje fazemos memória de São José Operário. Veremos no Evangelho que o ensinamento de Jesus provoca a admiração das pessoas: “De onde lhe vêm essa sabedoria e esses milagres?”. Porém, a falta de fé e o fechamento do coração as impediram de acolher Jesus como o Enviado do Pai. Que o Espírito Santo abra o nosso coração para acolhermos os ensinamentos de Jesus para o nosso dia.

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Por que o ensinamento de Jesus causa a admiração das pessoas? Por que foi difícil acolhê-lo como o Messias? Como Jesus reage diante dos questionamentos da multidão?
“Jesus trabalha incansavelmente, assim como Deus ‘trabalha sempre’ em favor de toda a humanidade. Das margens do mar da Galileia (13,1.36), onde ensinou as multidões, Jesus vai para sua cidade, Nazaré. A admiração que Jesus causa ao ensinar é uma das constantes observações que os evangelistas apresentam. O ensinamento de Jesus causa admiração porque faz sentido e dá sentido a toda a história passada, além de abrir o ouvinte ao mistério de Deus. As pessoas presentes na sinagoga se perguntam por duas vezes sobre a origem da sabedoria de Jesus e dos seus atos de poder. Nesse sentido, o leitor do evangelho está mais bem informado e preparado para responder do que os concidadãos de Jesus. Todo o bem que ele faz, a vida que transmite, a sua autoridade e coerência vêm de Deus, da comunhão entre o Pai e o Filho. Há uma sabedoria, um modo de viver, que ultrapassa o conhecimento racional; é dom, fruto de uma profunda união entre o homem e Deus. Mas as pessoas presentes naquela sinagoga, em razão de sua incredulidade, se equivocam imaginando saber a origem de Jesus. A falta de fé lhes impediu de se abrirem para acolher o dom de Deus. A falta de fé fecha o coração para o que é de Deus e impede de ver além das aparências” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? Qual ensinamento a Palavra revela para sua vida? Como você acolhe os ensinamentos de Jesus?
“Os incrédulos não podem ver os milagres de Jesus. Parece uma definição óbvia demais. Mas a incredulidade não é algo que se deve aplicar ao contexto religioso judaico, onde a fé perpassava todos os ambientes daquela rica cultura. Aqui se trata de um fechamento ao projeto de Jesus. Ou melhor, falta de olhos que fossem capazes de ver para além das aparências. Todos achavam que conheciam o jovem Jesus de Nazaré, inclusive toda a sua família. Mas o que eles não acreditavam é que Jesus fosse alguém para além daquilo que seus olhos viam, isto é, o Messias esperado por séculos. Estava perto demais, humano demais, vizinho demais. Esse é o mistério da encarnação!” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Oração (Vida)
Apresente ao Senhor a prece que brotou em seu coração. Apresente ainda as necessidades da humanidade e do povo brasileiro neste Dia do Trabalho. Tenha em mente os trabalhadores, os desempregados, todos aqueles que lutam por condições dignas de trabalho…
Conclua com a oração: “Pai misericordioso, dirige teu olhar sobre teu povo disperso por toda a terra. Faz com que todos quantos, pelo batismo, vivemos em Cristo ressuscitado saibamos sempre reconhecer a voz de pastor e guia da tua Igreja. Concede-nos a alegria do Espírito e a força de sermos fiéis. Que nossa fé seja estrela luminosa no céu dos homens, como Cristo ressuscitado é a luz, a verdade e a vida para sempre. Amém” (Trecho do livro “Ele está no meio de nós”, da Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Sintetize em poucas palavras o apelo que você sentiu em seu coração, para colocá-lo em prática durante o dia. O que você se propõe a viver hoje?

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

[apss_share]