Liturgia diária, Elias já veio, e não o reconheceram - Mt 17,10-13

2ª do Advento – Ano Litúrgico A

14 de dezembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, desfaze tudo quanto me impede de reconhecer em teu Filho Jesus, despojado de qualquer ambição mundana, a manifestação de teu amor pela humanidade.

PRIMEIRA LEITURA: Eclo 48,1-4.9-11

Leitura do Livro do Eclesiástico

Naqueles dias, 1o profeta Elias surgiu como um fogo, e sua palavra queimava como uma tocha. 2Fez vir a fome sobre eles e, no seu zelo, reduziu-os a pouca gente. 3Pela palavra do Senhor fechou o céu e de lá fez cair fogo por três vezes. 4Ó Elias, como te tornaste glorioso por teus prodígios! Quem poderia gloriar-se de ser semelhante a ti?
9Tu foste arrebatado num turbilhão de fogo, num carro de cavalos também de fogo, 10tu, nas ameaças para os tempos futuros, foste designado para acalmar a ira do Senhor antes do furor, para conduzir o coração do pai ao filho, e restabelecer as tribos de Jacó. 11Felizes os que te viram, e os que adormeceram na tua amizade!

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 79(80)

         — Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!
— Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!

— Pastor de Israel, prestai ouvidos. Vós que sobre os querubins vos assentais. Despertai vosso poder, ó nosso Deus, e vinde logo nos trazer a salvação!

— Voltai-vos para nós, Deus do universo! Olhai dos altos céus e observai. Visitai a vossa vinha e protegei-a! Foi a vossa mão direita que a plantou; protegei-a e ao rebento que firmastes!

— Pousai a mão sobre o vosso Protegido, o filho do homem que escolhestes para vós! E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

EVANGELHO: Eclo 48,1-4.9-11

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Ao descerem do monte, 10os discípulos perguntaram a Jesus: “Por que os mestres da Lei dizem que Elias deve vir primeiro?” 11Jesus respondeu: “Elias vem e colocará tudo em ordem. 12Ora, eu vos digo: Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do Homem será maltratado por eles”. 13Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Batista.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Entre os judeus se dizia que primeiro viria o profeta Elias e depois o Messias. A vinda de Elias era sinal de que o Messias prometido estava chegando. No fim do livro de Malaquias está escrito: “Eis que vos enviarei Elias, o profeta, antes que chegue o Dia do Senhor, grande e terrível. Ele fará voltar o coração dos pais para os filhos e o coração dos filhos para os pais, para que eu não venha exterminar a terra”. Elias foi levado ao céu num carro de fogo e voltará. Os discípulos perguntam a Jesus “por que os escribas ensinam que Elias deve vir primeiro?”. Eles não perguntam porque querem uma resposta. A pergunta afirma que Elias não veio e Jesus não é o Messias. E jogam a responsabilidade da afirmação sobre os escribas. A pergunta que fazem levanta dúvidas sobre a messianidade de Jesus. Jesus é mesmo o Messias? Eles esperavam um Messias glorioso, vencedor dos romanos e restaurador do reino de Davi, e não um “Filho do Homem maltratado”. Daí a pergunta: “Onde está Elias?” Eles estavam vivendo um momento de dificuldade de aceitação de Jesus. Aquele Jesus não era bem o que esperavam. Na verdade, porém, Elias já tinha vindo, mas na pessoa de João Batista. João Batista exerce a missão de Elias. Ele não é reencarnação de Elias, nem precisa ser. Desempenhando o papel do profeta, sua presença é sinal de que o Salvador está vindo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Pela escuta e pela meditação da Palavra, somos convidados a acolher o Senhor que vem a nós. Ele é o Messias esperado, o prometido por Deus para a redenção de Israel. Que o Espírito Santo venha em nosso auxílio e nos mostre o caminho que devemos seguir para que a Palavra se realize na vida de cada um de nós neste tempo do Advento.
Rezemos: “Senhor Jesus Cristo, envia sobre nós, como prometeste, teu Espírito Santo. Que Ele nos conceda a vida e nos ensine a plenitude da verdade. Que nele encontremos a salvação, a felicidade e a plenitude de amor. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais personagens são citados? A quem Jesus está instruindo? Qual é o apelo central da Palavra de hoje? Retome as expressões que chamaram sua atenção.
“O retorno de Elias poderia despertar expectativas gloriosas de restauração nacional. A missão do novo Elias, de preparar o povo de Deus, não foi reconhecida pelos dirigentes judeus. Esta cena se passa logo após a transfiguração de Jesus, com a presença de Moisés e Elias. Duas personalidades marcantes do Antigo Testamento, Moisés e Elias também tiveram de enfrentar dificuldades e rejeições. O mesmo acontece com João Batista – o novo Elias. Entre as multidões que foram ouvi-lo existiram também os que ele chama de “víboras”. O próprio Jesus – sinal de contradição – será preso, julgado e condenado em Jerusalém. O evangelista João afirma: “Ele veio para os seus, mas os seus não o receberam”. (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim? Reconheço o Senhor Jesus como o Messias esperado pelas nações? Qual apelo a Palavra desperta em meu coração nesta caminhada de preparação para o Natal?
Faça alguns instantes de silêncio, acolha a Palavra na profundidade da sua mente e do seu coração e permita que ela o(a) interpele e o(a) transforme.

Oração (Vida)
“Nós vos pedimos, ó Pai de bondade, que a vossa graça sempre nos preceda e acompanhe, para que, esperando ansiosamente a vinda de vosso Filho, possamos obter a revelação necessária para vivermos segundo a vossa vontade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém” (Ivone Brandão de Oliveira, no livro “Novena de Natal”, da Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo como o povo de israel vivia a expectativa do Messias. Eu, hoje, como vivo minha fé nas promessas de Deus? Determino alguma atitude concreta que me ajude celebrar este Natal com solidariedade e fé cristã.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas