Liturgia diária - A cura do cego de nascença - Jo 9,1-41

4º Domingo da Quaresma – Ano Litúrgico A

22 de março de 2020

Deseja ler a liturgia diária do dia 21 de março Clique aqui

ORAÇÃO DO DIA

Pai, abre meus olhos para que eu reconheça Jesus como teu Messias Salvador. Livra-me da cegueira provocada por falsos raciocínios, mesmo com roupagem religiosa.

PRIMEIRA LEITURA: 1Sm 16,1b.6-7.10-13a

Leitura do Primeiro Livro de Samuel – Naqueles dias, o Senhor disse a Samuel: 1bEnche o chifre de óleo e vem para que eu te envie à casa de Jessé de Belém, pois escolhi um rei para mim entre os seus filhos. 6Assim que chegou, Samuel viu a Eliab e disse consigo “Certamente é este o ungido do Senhor!”
7Mas o Senhor disse-lhe: Não olhes para a sua aparência nem para a sua grande estatura, porque eu o rejeitei. Não julgo segundo os critérios do homem: o homem vê as aparências, mas o Senhor olha o coração”.
10Jessé fez vir seus sete filhos à presença de Samuel, mas Samuel disse: “O Senhor não escolheu a nenhum deles”. 11E acrescentou: “Estão aqui todos os teus filhos?”
Jessé respondeu: Resta ainda o mais novo que está apascentando as ovelhas”. E Samuel ordenou a Jessé: “Manda buscá-lo, pois não nos sentaremos à mesa enquanto ele não chegar”.
12Jessé mandou buscá-lo. Era Davi, ruivo, de belos olhos e de formosa aparência. E o Senhor disse: “Levanta-te, unge-o: é este!”
13aSamuel tomou o chifre com óleo e ungiu a Davi na presença de seus irmãos. E a partir daquele dia o espírito do Senhor se apoderou de Davi.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 23(22) 

        — O Senhor é o pastor que me conduz;/ não me falta coisa alguma.
— O Senhor é o pastor que me conduz;/ não me falta coisa alguma.

— O Senhor é o pastor que me conduz;/ não me falta coisa alguma./ Pelos prados e campinas verdejantes/ ele me leva a descansar./ Para as águas repousantes me encaminha,/ e restaura as minhas forças.

— Ele me guia no caminho mais seguro,/ pela honra do seu nome./ Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso,/ nenhum mal eu temerei./ Estais comigo com bastão e com cajado,/ eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa,/ bem à vista do inimigo;/ com óleo vós ungis minha cabeça,/ e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me,/ por toda a minha vida;/ e, na casa do Senhor, habitarei/ pelos tempos infinitos.

SEGUNDA LEITURA: Ef 5,8-14

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios – Irmãos: 8Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz. 9E o fruto da luz chama-se: bondade, justiça, verdade. 10Discerni o que agrada ao Senhor. 11Não vos associeis às obras das trevas, que não levam a nada; antes, desmascarai-as. 12O que essa gente faz em segredo, tem vergonha até de dizê-lo.
13Mas tudo que é condenável torna-se manifesto pela luz; e tudo o que é manifesto é luz. 14É por isso que se diz: “Desperta, tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e sobre ti Cristo resplandecerá”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: Jo 9,1.6-9.13-17.34-38

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença. 6E cuspiu no chão, fez lama com a saliva e colocou-a sobre os olhos do cego. 7E disse-lhe: “Vai lavar-te na piscina de Siloé” (que quer dizer: Enviado). O cego foi, lavou-se e voltou enxergando.
8Os vizinhos e os que costumavam ver o cego — pois ele era mendigo — diziam: “Não é aquele que ficava pedindo esmola?” 9Uns diziam: “Sim, é ele!” Outros afirmavam: “Não é ele, mas alguém parecido com ele”.
Ele, porém, dizia: “Sou eu mesmo!”
13Levaram então aos fariseus o homem que tinha sido cego. 14Ora, era sábado, o dia em que Jesus tinha feito lama e aberto os olhos do cego. 15Novamente, então, lhe perguntaram os fariseus como tinha recuperado a vista. Respondeu-lhes: “Colocou lama sobre meus olhos, fui lavar-me e agora vejo!”
16Disseram, então, alguns dos fariseus: “Esse homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado”. Mas outros diziam: “Como pode um pecador fazer tais sinais?”
17E havia divergência entre eles. Perguntaram outra vez ao cego: “E tu, que dizes daquele que te abriu os olhos?” Respondeu: “É um profeta”.
34Os fariseus disseram-lhe: “Tu nasceste todo em pecado e estás nos ensinando?” E expulsaram-no da comunidade.
35Jesus soube que o tinham expulsado. Encontrando-o, perguntou-lhe: “Acreditas no Filho do Homem?” 36Respondeu ele: “Quem é, Senhor, para que eu creia nele?” 37Jesus disse: “Tu o estás vendo; é aquele que está falando contigo”. Exclamou ele: 38“Eu creio, Senhor!” E prostrou-se diante de Jesus.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Lavados nas águas do Batismo, saímos iluminados pela luz de Cristo. No rito batismal costuma-se acender uma vela no círio pascal. Acendemos nossa pequena vela no grande círio, significando nossa participação na luz de Deus. O círio representa Jesus, que é a luz do mundo. Na sua luz vemos a luz. A escuridão bloqueia a nossa visão. As coisas tomam forma quando a luz aparece. Jesus cura um cego de nascença e ele começa a enxergar. Uma discussão se arma em torno desse acontecimento. Quem é de fato cego e quem é pecador? O cego de nascença não era pecador. Pecadores eram muitos dos que o enxergavam. Pequenas luzes plantadas no mundo pela multidão dos batizados ilumina o universo todo. Mantenha acesa a sua luz. Ilumine o caminho de quem pensa ver e de fato não enxerga.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2020’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Preparo-me para a oração. Tranquilizo meus pensamentos como se estivesse para entrar num recinto sagrado. Aproximo-me com confiança do meu próprio templo interior. Digo: Senhor, eu sou… (diga seu nome). Repito com mais consciência: Senhor, sou eu mesmo (a) que estou aqui na tua presença. Cura-me. Faça-me ver além do visível. Ver tua presença nos acontecimentos do hoje.

Leitura (Verdade)
Leia o Evangelho e procure os personagens. Os elementos que Jesus usa para a cura. O que diz Jesus. O que dizem os vizinhos? E os fariseus? Por fim, o ato de fé do cego.
“O cego de nascença é o sexto dos sete sinais apresentados por João, mostrando o poder e a missão de Jesus. O enfoque não é o “milagre”, mas o significado do gesto. A pergunta dos discípulos parte da teologia da retribuição e supõe a hereditariedade da culpa. A afirmação de Jesus, de que ele é a luz do mundo, fica comprovada pela ação de abrir os olhos ao cego. A cura provoca divisão e diferentes interpretações. Neste cego podemos ver a humanidade inteira e a pessoa de cada um de nós. Os fariseus e doutores da lei tentaram encontrar falha na atitude de Jesus: era dia de sábado. O contraste entre luz e trevas é constante nos Evangelhos. O cristão é filho da luz e convocado a ter olhos puros.” (Viver a Palavra – 2020. Frei Aldo Colombo – Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Como você lê este texto? O que ele diz para você? Você seria capaz desta humildade sincera e deste testemunho do cego? Coloque-se no lugar dele. Você é capaz de ler os acontecimentos à luz da fé, também quando acontecem nos elementos mais frágeis: barro e saliva? Sou capaz de deixar Jesus lavar meus olhos, mesmo que isso traga conflitos ao meu redor?

Oração (Vida)
A ti, Senhor, Deus todo-poderoso, elevo meu coração e meu olhar, para que tenhas compaixão de mim e me faças ver tudo como tu vês. Inunda de tua luz o coração humano, para que ele se plenifique de vida, de bondade e de misericórdia. Esteja sempre a nossa frente com tua luz para que fortalecidos com tua presença sejamos testemunhas autênticos de teu Reino.

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplando o quanto Deus já me mostrou de sua bondade e poder faço minha confissão de fé como o cego de nascença: “Eu creio, Senhor!”.

Bênção
Benção especial da Quaresma

  • Deus Pai de misericórdia, conceda a todos, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno a casa. Amém.
  • O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, nos guie nesta jornada quaresmal a uma verdadeira conversão. Amém.
  • O Espírito de sabedoria e fortaleza nos sustente na luta contra o mal, para podermos com Cristo celebrar a vitória da Páscoa. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.
    Ir. Carmen Maria Pulga