Liturgia diária, A oferta da viúva - Mc 12,38-44

9ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico A

10 de junho de 2017

ORAÇÃO DO DIA

Senhor Jesus, dá-me pureza de coração, para que todas as minhas ações sejam marcadas pela sinceridade e por um amor verdadeiro ao Pai.

PRIMEIRA LEITURA: Tb 12,1.5-15.20

Leitura do Livro de Tobias

Naqueles dias, 1Tobit chamou Tobias, seu filho, e disse-lhe: “Filho, paguemos o salário ao homem que viajou contigo, acrescentando uma gratificação”. 5Tobias chamou, pois, o anjo e disse-lhe: “Recebe como salário a metade de tudo o que trouxeste ao voltar, e vai em paz”. 6Então Rafael chamou os dois à parte e disse-lhes: “Bendizei a Deus e dai-lhe graças, diante de todos os viventes, pelos benefícios que vos concedeu. Bendizei e cantai o seu nome. Manifestai a todos os homens as obras de Deus, como é justo, e não hesiteis em expressar-lhe o vosso reconhecimento. 7Se é bom guardar o segredo do rei, é justo revelar e publicar as obras de Deus. Fazei o bem, e o mal não vos atingirá. 8É valiosa a oração com o jejum, e a esmola com justiça, do que muito com iniquidade. Melhor é dar esmolas do que acumular tesouros. 9A esmola livra da morte e purifica de todo pecado. Os que dão esmola serão saciados de vida. 10Aqueles, porém, que cometem o pecado e a injustiça são inimigos de si mesmos. 11E agora vos manifestarei toda a verdade, sem vos ocultar coisa alguma. Já vos declarei e disse: “É bom guardar o segredo do rei, mas as obras de Deus devem ser reveladas, com a glória devida”. 12Pois bem, quando tu e Sara fazíeis oração, eu apresentava o memorial da vossa prece diante da glória do Senhor. E fazia o mesmo quando tu, Tobit, enterravas os mortos. 13Quando não hesitaste em levantar-te da mesa, deixando a refeição e saindo para sepultar um morto, fui enviado a ti para te pôr à prova. 14Mas Deus enviou-me, também, para te curar a ti e a Sara, tua nora. 15Eu sou Rafael, um dos sete anjos que permanecem diante da glória do Senhor e têm acesso à sua presença”. 20Agora, bendizei o Senhor sobre a terra e dai graças a Deus. Eis que subo para junto de quem me enviou. Escrevi tudo o que vos aconteceu”. E o anjo desapareceu.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO Tb 13,2.6.7.8

          Bendito seja Deus, que vive eternamente!
— Bendito seja Deus, que vive eternamente!

— Porque vós castigais e salvais, fazeis descer aos abismos da terra, e de lá nos trazeis novamente: de vossa mão nada pode escapar.

— Compreendei o que fez para nós, dai-lhe graças, com todo o respeito! Vossas obras celebrem a Deus e exaltem o Rei sempiterno!

— Eu desejo, de toda a minha alma alegrar-me em Deus, Rei dos céus.

— Bendizei o Senhor seus eleitos, fazei festa e alegres louvai-o!

EVANGELHO:  Mc 12,38-44

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Marcos.
          – Glória a vós, Senhor.

         Naquele tempo, 38Jesus dizia, no seu ensinamento, à multidão: “Tomai cuidado com os doutores da Lei! Eles gostam de andar com roupas vistosas, de ser cumprimentados nas praças públicas; 39gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas e dos melhores lugares nos banquetes. 40Eles devoram as casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso eles receberão a pior condenação”. 41Jesus estava sentado no Templo, diante do cofre das esmolas, e observava como a multidão depositava suas moedas no cofre. Muitos ricos depositavam grandes quantias. 42Então chegou uma pobre viúva que deu duas pequenas moedas, que não valiam quase nada. 43Jesus chamou os discípulos e disse: “Em verdade vos digo, esta pobre viúva deu mais do que todos os outros que ofereceram esmolas. 44Todos deram do que tinham de sobra, enquanto ela, na sua pobreza, ofereceu tudo aquilo que possuía para viver”.

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Terminamos hoje a leitura semanal de Marcos. Os escribas questionadores estão na mira de Jesus. Eles se interessam pelas viúvas, visitam as suas casas, fazem longas orações, mas para devorar os bens que elas possuem. São agentes interesseiros de uma religião comercializada. As orações são vendidas a troco de bom dinheiro. É evidente que nem todas as viúvas são pobres e só têm duas moedinhas. Estas não interessam aos escribas. Eles serão julgados com mais rigor. Aqueles escribas já passaram, já morreram, já foram julgados. Os escribas de hoje, não sejamos nós. Também hoje podemos fazer questão de honrarias e reverências, de vestimentas e lugares de destaque. Jesus não precisava de lugares de destaque. Tinha destaque o lugar onde ele se encontrava. Há personalidades e há enfeites. Quem vale por suas qualidades não depende das roupas que veste. A viúva pobre doou o que tinha, não o supérfluo como os ricos. Fez a sua parte. O que farão com sua moedinha já não depende dela.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2017’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Motivados pelo exemplo da pobre viúva que depositou apenas duas moedas no cofre do templo, somos convidados, neste dia, a tornar nossa vida uma oferta generosa aos irmãos e a entregar tudo nas mãos de Deus. Para bem acolhermos a Palavra, peçamos: “Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Quais palavras do texto chamaram sua atenção? A quem Jesus está se dirigindo? Qual o contexto da narrativa? Qual ensinamento Jesus quer transmitir com o exemplo da viúva? Qual é a crítica feita por Jesus?
“Jesus, em Jerusalém, encerra seu ministério com duras palavras contra o sistema do Templo. Ensinando no próprio Templo, adverte o povo contra a exploração por parte dos escribas, que ‘devoram as casas das viúvas’. Estes ostentam poder e piedade para humilhar o povo simples e mantê-lo sob seu domínio. Jesus senta-se em frente ao Tesouro, anexo ao Templo. Observava como a multidão depositava dinheiro nos cofres. Os ricos, interessados em fortalecer o sistema do Templo, do qual se beneficiavam, colocavam grandes quantias. Uma pobre viúva vem e deposita duas moedinhas. Jesus fala que a pobre viúva deu mais do que todos, pois deu tudo o que possuía. A piedade tradicional interpreta a fala de Jesus como sendo a apresentação de um modelo a ser seguido. Na realidade, em continuidade à denúncia dos escribas que ‘devoravam a casa das viúvas’, segue esta denúncia do sistema desumano do Templo, que, claramente, explora os pequenos, humildes e pobres, como aquela viúva” (Reflexão de José Raimundo Oliva, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora)

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você, a sua vida? De que forma o gesto da pobre viúva nos serve de exemplo? Sabemos ofertar o que temos e partilhar o que somos com generosidade? Você confia na providência de Deus?
“A viúva do Evangelho […] é vista como atitude interior de quem funda a própria vida em Deus, na sua Palavra, e confia totalmente n’Ele. A da viúva, na antiguidade, constituía em si uma condição de grave necessidade. Por isso, na Bíblia, as viúvas e os órfãos são pessoas das quais Deus se ocupa de modo especial: perderam o apoio terreno, mas Deus permanece o Esposo delas, o seu Pai. Contudo a escritura diz que a condição objetiva de necessidade, neste caso o fato de ser viúva, não é suficiente: Deus pede sempre a nossa livre adesão de fé, que se expressa no amor por Ele e pelo próximo. Ninguém é tão pobre que não possa dar algo” (Papa emérito Bento XVI).

Oração (Vida)
“Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos. Vinde ao nosso encontro e guiai os nossos passos para seguir-vos e amar-vos na comunhão da vossa Igreja, celebrando e vivendo o dom da Eucaristia, carregando a nossa cruz e ungidos por vosso envio. Dai-nos sempre o fogo do vosso Santo Espírito, que ilumine as nossas mentes e desperte em nós o desejo de contemplar-vos, o amor aos irmãos, especialmente aos aflitos, e o ardor por anunciar-vos. Discípulos e missionários vossos, nós queremos remar mar adentro, para que os nossos povos tenham em Vós vida abundante e construam com solidariedade a fraternidade e a paz. Senhor Jesus, vinde e enviai-nos! Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós. Amém” (Papa emérito Bento XVI, 2007).

Contemplação (Vida e Missão)
Com a Palavra de Deus na mente e no coração, qual atitude você se propõe a viver hoje?

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

[apss_share]