Liturgia diária O homem prudente - Mt 7, 21.24-27

1ª do Advento – Ano Litúrgico A

02 de dezembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito que move a praticar a Palavra, que eu não proclame minha fé só com a boca, e sim, com a plena vivência da vontade do Pai celeste, expressa nas palavras de Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: Is 26,1-6

Leitura do Livro do Profeta Isaías – 1Naquele dia, cantarão este canto em Judá: “Uma cidade fortificada é a nossa segurança; o Senhor cercou-a de muros e antemuro. 2Abri as suas portas, para que entre um povo justo, cumpridor da palavra, 3firme em seu propósito; e tu lhe conservarás a paz, porque confia em ti.
4Esperai no Senhor por todos os tempos, o Senhor é a rocha eterna. 5Ele derrubou os que habitam no alto, há de humilhar a cidade orgulhosa, deitando-a por terra, até fazê-la beijar o chão. 6Hão de pisá-la os pés, os pés dos pobres, as passadas dos humildes”. 

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 117(118)

         — Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor.
— Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor.

— Dai graças ao Senhor porque ele é bom! “Eterna é a sua misericórdia!” É melhor buscar refúgio no Senhor, do que pôr no ser humano a esperança; é melhor buscar refúgio no Senhor, do que contar com os poderosos deste mundo!”

— Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; quero entrar para dar graças ao Senhor! “Sim, esta é a porta do Senhor, por ela só os justos entrarão!” Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes e vos tornastes para mim o Salvador!

— Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, ó Senhor, dai-nos também prosperidade! Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!

EVANGELHO: Mt 7,21.24-27

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 21“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus. 24Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática, é como um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. 25Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída sobre a rocha.
26Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática, é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia. 27Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos sopraram e deram contra a casa, e a casa caiu, e sua ruína foi completa!”

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O Senhor, quando vier, abrirá as portas da eternidade para aqueles e aquelas que fizeram o bem neste mundo. Fazer o bem neste mundo significa fazer a vontade de Deus, aquilo que aos olhos de Deus é bom, agradável e perfeito. Não se trata de fazer qualquer coisa, nem mesmo fazer coisas boas. Trata-se de fazer o que Deus quer. “Seja feita a vossa vontade”, rezamos todos os dias. Podemos nos iludir com uma falsa piedade que noz faz dizer, mesmo muitas vezes: “Senhor, Senhor!”. Não é ruim chamar pelo Senhor. Ruim é chamar por ele e não fazer o que ele quer. Quando Jesus vier e se sentar em seu trono de glória para o julgamento da humanidade, ele verificará se fizemos ou não a vontade do Pai. Construir fora da vontade de Deus é construir sem fundamento. Nossos projetos podem dar certo, aparente e temporariamente. Virá o dia em que a verdade da nossa construção aparecerá. Isso não significa condenação eterna, mas sim frustração de um projeto de vida. Como estamos olhando para o futuro nesta primeira semana do Advento, queremos estar preparados para quando ele vier.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor! Senhor!’, entrará no Reino dos Céus.” Quanta responsabilidade nessas palavras de Jesus. Senhor, que minhas atitudes sejam ‘PALAVRAÇÃO’, realizem o que proclamam, para que eu construa minha caminhada em terra firme, seguindo teus passos, seguro(a) em tua mão. Canto preparando meu coração:
“Eis-me aqui, Senhor! Eis-me, aqui, Senhor! / Pra fazer tua vontade, pra viver no teu amor. Pra fazer Tua Vontade, pra viver no Teu amor, eis-me aqui, Senhor! O Senhor é o pastor que me conduz, por caminhos nunca vistos me enviou Sou chamado a ser fermento, sal e luz, e por isso respondi: aqui estou!”

Leitura (Verdade)
“No Evangelho de Mateus – construir a casa sobre a rocha – é uma das leituras mais comuns na celebração do Sacramento do Matrimônio. Porém, o seu sentido ultrapassa a vida a dois. Toda nossa vida é uma construção. A partir daí, temos causas e consequências. Quem constrói sobre a facilidade da areia terá sérios problemas. Construir sobre a rocha exige um projeto, seriedade e tempo. Jesus amplia a comparação para o nosso modo de viver a fé. O ritualismo é vazio. Celebrar o domingo é necessário, mas é preciso aproximá-lo da semana. Fé e vida devem andar juntas. Aquilo que celebramos na liturgia deve servir de inspiração para nossa vida. A oração da manhã é um compromisso que assumimos para o dia .” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Reconhecendo minha fragilidade, que sentimentos esse Evangelho desperta em mim? Tenho um projeto de vida espiritual ou caminho distraidamente esperando que tudo aconteça por acaso? O Reino de Deus se dá nas relações. Como são minhas relações diante da justiça, solidariedade, perdão, etc?

Oração (Vida)
Que neste tempo que nos prepara para o Natal sirva para refletir sobre nossas escolhas, nossas atitudes, nossas palavras e ações. Peço: “Senhor, meu Deus, que meu coração seja firme como a rocha para dar fidelidade ao Projeto do teu Reino. Obrigado(a) por poder reviver novamente este evento litúrgico e com ele sentir tua presença cada vez mais perto de mim; sentir a alegria da fraternidade. Virgem Maria, Mãe tão agraciada, abraça-me como filho(a) necessitado(a) e confiante. Dá-me a graça de ser coerente com minhas palavras em oração e dá-me força para seguir pelos caminhos de Teu Filho Jesus.

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo a advertência de Jesus e observo como é minha oração. Prometo ser mais vigilante e consciente na minha conversa com Deus. Tomo como determinação rezar o Pai-nosso ou a Ave-Maria, devagar, meditando palavra por palavra.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas