Oração diária, Perseguirão também a vós - Jo 15,18-21

5ª Semana da Páscoa – Ano Litúrgico B

05 de maio de 2018

ORAÇÃO DO DIA

Pai, faze-me forte para enfrentar o ódio e a perseguição do mundo, sem abrir mão de minha fidelidade a ti e a teu Reino, a exemplo de Jesus.

PRIMEIRA LEITURA: At 16,1-10

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, 1Paulo foi para Derbe e Listra. Havia em Listra um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia, crente, e de pai grego. 2Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho de Timóteo. 3Paulo quis então que Timóteo partisse com ele. Tomou-o consigo e circuncidou-o, por causa dos judeus que se encontravam nessas regiões, pois todos sabiam que o pai de Timóteo era grego.
4Percorrendo as cidades, Paulo e Timóteo transmitiam as decisões que os apóstolos e anciãos de Jerusalém haviam tomado. E recomendavam que fossem observadas. 5As Igrejas fortaleciam-se na fé e, de dia para dia, cresciam em número. 6Paulo e Timóteo atravessaram a Frígia e a região da Galácia, pois o Espírito Santo os proibira de pregar a Palavra de Deus na Ásia.
7Chegando perto da Mísia, eles tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu. 8Então atravessaram a Mísia e desceram para Trôade. 9Durante a noite, Paulo teve uma visão: na sua frente, estava de pé um macedônio que lhe suplicava: “Vem à Macedônia e ajuda-nos!” 10Depois dessa visão, procuramos partir imediatamente para a Macedônia, pois estávamos convencidos de que Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o Evangelho.

– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

SALMO 100(99)

          —Aclamai o Senhor, ó terra inteira.
— Aclamai o Senhor, ó terra inteira.

— Aclamai o Senhor, ó terra inteira, servi ao Senhor com alegria, ide a ele cantando jubilosos!

— Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu povo e seu rebanho.

— Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, sua bondade perdura para sempre, seu amor fiel eternamente!

EVANGELHO:  Jo 15,18-21

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São João.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 18“Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. 19Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
20Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. 21Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”

– Palavra da Salvação
– Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Num dos encontros de Santa Gertrudes com Jesus, ela se queixou porque no mosteiro algumas irmãs falavam mal dela. Jesus lhe respondeu: “Gertrudes, olhe o Evangelho e veja se há alguma página na qual não se fale mal de mim”. E assim é. “Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim”. O mundo ama o que é seu. Como os discípulos não eram do mundo, não podiam ser amados pelo mundo. Não estranhar, portanto, se não somos totalmente aceitos. Não estranhar se não nos compreendem e nos criticam. O contrário é que deve ser estranho. Já ouvimos a palavra: “Ai de vocês quando todos falarem bem de vocês, porque assim seus pais trataram os falsos profetas”. Se formos profetas verdadeiros, não seremos sempre elogiados. Os seguidores de Jesus não podem ser diferentes dele. Muitos aceitaram Jesus e seus ensinamentos. Assim também haverá pessoas que guardarão a nossa palavra. Quem persegue um cristão por ser discípulo de Jesus, é porque não conhece a Deus, aquele que o enviou. Não conhece nenhum Deus, porque não se pode adorar a Deus e destratar a sua criatura. Foi por isso que Deus decidiu tornar-se homem. Nossas relações são difíceis, mas Santa Gertrudes já não se queixa, porque em Deus, com quem ela está, as relações são perfeitas.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2018’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
A Palavra de Deus hoje nos convida a crescer na confiança no Senhor e a viver a fé com coragem quando surgirem as perseguições. Jesus nos lembra: “Se me perseguiram, perseguirão a vós também”. Que o Senhor, por meio de sua Palavra, nos anime e encoraje na nossa missão de sermos sal e luz do mundo.
Rezemos: “Divino Espírito Santo, necessitamos muito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir. Temos necessidade de Vós, para que o nosso coração, inundado pela vossa consolação, se abra e que, muito além das palavras e dos conceitos, possamos perceber a vossa presença. Iluminai a nossa mente, movei o nosso coração, para que esta meditação produza em nós frutos de vida. Amém.”

Leitura (Verdade)
O que diz o texto? Leia-o e retome as palavras que mais chamaram sua atenção. Qual é a mensagem central do Evangelho? Qual convite Jesus nos faz? A quem a mensagem de Jesus é dirigida?
“O tema principal é a perseguição que os discípulos sofrem e, aqui, muito provavelmente da parte da sinagoga. No relato do envio dos setenta e dois discípulos, Jesus alerta: ‘Eis que eu vos envio como cordeiros entre lobos’ (Lc 10,3). O prólogo do evangelho de João já antecipa o tema da perseguição e da rejeição: ‘[…] A luz brilha nas trevas, mas as trevas não a apreenderam’ (1,5); ‘Ele estava no mundo e o mundo foi feito por meio dele, mas o mundo não o reconheceu’ (v. 10). No diálogo catequético-batismal com Nicodemos, o tema da rejeição também aparece: ‘[…] A luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque as suas obras eram más’ (3,19). Neste pano de fundo, a palavra de encorajamento de Jesus ganha ainda mais força: ‘Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro odiou a mim’ (v. 18). O discípulo é chamado a configurar a sua vida à vida do seu Senhor e a encontrar nele e por ele a força para enfrentar e não sucumbir diante da perseguição. As razões da perseguição são a ignorância e a falta de fé: não conhecem Aquele que enviou Jesus (cf. v. 21)” (Carlos Alberto Contieri, sj, em “A Bíblia dia a dia”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que o texto diz a você hoje? O que significa sermos escolhidos por Jesus do meio do mundo? Qual é a missão do cristão no mundo? O que a Palavra lhe pede neste dia?
O discípulo é chamado a configurar sua vida à vida de Cristo e a encontrar nele a força diante das dificuldades na realização de sua missão. A missão do cristão é ser testemunha no mundo. Jesus nos diz: “Vós sois o sal da terra […]. Vós sois a luz do mundo” (Mt 5,13-15), “ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações […]. Eis que eu estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28, 19-20). Confiemos no fato de que o Senhor está conosco e nada poderá nos fazer sucumbir no anúncio do seu Reino.

Oração (Vida)
“Pai misericordioso, dirige teu olhar sobre teu povo disperso por toda a terra. Faz com que todos quantos, pelo batismo, vivemos em Cristo ressuscitado saibamos sempre reconhecer a voz de pastor e guia da tua Igreja. Concede-nos a alegria do Espírito e a força de sermos fiéis. Que nossa fé seja estrela luminosa no céu dos homens, como Cristo ressuscitado é a luz, a verdade e a vida para sempre. Amém” (Trecho do livro “Ele está no meio de nós”, da Paulinas Editora).

Contemplação (Vida e Missão)
Qual apelo a Palavra de Deus lhe fez neste dia? Pense em uma ação concreta e procure torná-la realidade. Conte com a graça de Deus.

Bênção
– Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
– Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
– Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
– Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

[apss_share]