Liturgia diária, O Reino de Deus não vem ostensivamente - Lc 17,20-25

32ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

14 de novembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, abre meus olhos para que eu possa perceber, na pessoa e no ministério de Jesus, a presença de teu Reino na nossa História. E, reconhecendo-o, eu me deixe guiar por ele.

PRIMEIRA LEITURA: Sb 7, 22 – 8, 1

Leitura do Livro da Sabedoria

7>,22Na Sabedoria há um espírito inteligente, santo, único, múltiplo, sutil, móvel, perspicaz, imaculado, lúcido, invulnerável, amante do bem, penetrante, 23desimpedido, benfazejo, amigo dos homens, constante, seguro, sem inquietação, que tudo pode, que tudo supervisiona, que penetra todos os espíritos, os inteligentes, os puros, os mais sutis.
24Pois a Sabedoria é mais ágil que qualquer movimento, e atravessa e penetra tudo por causa da sua pureza. 25Ela é um sopro do poder de Deus, uma emanação pura da glória do todo-poderoso; por isso, nada de impuro pode introduzir-se nela: 26ela é um reflexo da luz eterna, espelho sem mancha da atividade de Deus e imagem da sua bondade. 27Sendo única, tudo pode; permanecendo imutável, renova tudo; e comunicando-se às almas santas de geração em geração, forma os amigos de Deus e os profetas. 28Pois Deus ama tão-somente aquele que vive com a Sabedoria. 29De fato, ela é mais bela que o sol e supera todas as constelações; comparada à luz, ela tem a primazia: 30pois a luz cede lugar à noite, ao passo que, contra a Sabedoria, o mal não prevalece. 8,1Ela se estende com vigor de uma extremidade à outra da terra e com suavidade governa todas as coisas.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 119 (118)

— É eterna, ó Senhor, vossa palavra!
— É eterna, ó Senhor, vossa palavra!

— É eterna, ó Senhor, vossa palavra, ela é tão firme e estável quanto o céu.

— De geração em geração, vossa verdade permanece como a terra que firmastes.

— Porque mandastes, tudo existe até agora; todas as coisas, ó Senhor, vos obedecem!

— Vossa palavra, ao revelar-se, me ilumina, ela dá sabedoria aos pequeninos.

— Fazei brilhar vosso semblante ao vosso servo, e ensinai-me vossas leis e mandamentos!

— Possa eu viver e para sempre vos louvar; e que me ajudem, ó Senhor, vossos conselhos!

EVANGELHO: Lc 17,20-25

        – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós”.
22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

O Reino de Deus não vem ostensivamente. Sua vinda não é observável. Não está aqui, não está ali, porque já está em nós e no nosso meio. O dia do Filho do Homem acontecerá como um relâmpago. Sabemos como um relâmpago acontece. Fixamos a imagem em nossa mente e esperamos pelo acontecimento. O Reino de Deus é apresentado por Jesus com muitas comparações. Filho do Homem é o nome que ele mesmo se dá e que literalmente significa “ser humano”. Colocados em paralelo, Reino de Deus e Filho do Homem são uma só realidade. A carta aos colossenses levanta o nosso olhar para o alto e nos faz ver o que vem pela frente: “Não haverá mais grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro, cita, escravo, livre, mas Cristo será tudo em todos”. Em que momento chegará então o Reino de Deus? Ele já está no meio de nós. Como será o dia do Filho do Homem? Será como o relâmpago. Antes, porém, que Cristo seja tudo em todos, ele experimentará o sofrimento e a rejeição. O Reino está se realizando dentro de nós e no meio de nós, quando decidimos completar o que falta das tribulações de Cristo em nossa carne.

Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus privilegiou as relações como lugar do Reinado do Pai; a relação com Deus, com o próximo e com o nosso próprio ser como Templo do Espírito Santo. Vamos parar um instante, abrir nosso coração para que a Presença Divina faça de nosso santuário interior um espaço para o seu Reinado. O Apóstolo Paulo nos confirma: “O Reino de Deus é a vitória final sobre o pecado. É a reconciliação do mundo com Deus ( cf 2Co 5.19)”.
Rezo como Jesus nos ensinou: “venha o teu Reino, seja feita tua Vontade, assim na Terra como no Céu.” O que significa: que o Evangelho de Jesus Cristo tome conta da Europa, das Américas, da Ásia, da África e da Oceania, ou seja, do mundo inteiro. “Venha o teu reino” é uma oração missionária inclusiva. Que a salvação chegue a todos como porta aberta para alcançarem a Vida.

Leitura (Verdade)
“Não só os fariseus, mas os próprios apóstolos estavam atentos para a chegada do Reino de Deus. Eles imaginavam um reino igual a tantos outros, marcados pelo poder. Esperavam um reino que lembrasse os gloriosos dias de Davi e Salomão. O Reino de Deus é assinalado pela justiça, pelo amor, pela fraternidade e pela paz. Ele escapa às nossas perspectivas. Nunca ficará completo. Não é medido pelas estatísticas ou pelos gráficos. Ele já está no meio de nós, revestido de simplicidade. Seu tecido precisa ser refeito continuamente. À semelhança do Senhor, a Igreja – parte do Reino – precisa estar pronta para sofrer, ser rejeitada e recomeçar. Deve tomar consciência de ser o pequeno rebanho, o resto de Israel. O Reino está no meio de nós e dentro de nós.” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Mais que construir, devemos acolher o Reino de Deus. Fazer espaço para o reino de Deus é viver reconciliados com Deus, com a criação, com a comunidade humana e com nosso coração. Que caminhos este momento de reflexão aponta para mim? Como cuido de meus relacionamentos?

Oração (Vida)
Após ouvir esse ensinamento do apóstolo Paulo faça uma oração espontânea, a sua oração. “Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável; tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas. Tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim, ponham-no em prática. E o Deus da paz estará com vocês” (Filipenses 4:7-9).

Contemplação (Vida e Missão)
Quando pregamos o Evangelho e o testemunhamos com a vida, cumprimos a missão de propagar o Reino de Deus; estamos de fato demonstrando o nosso amor pelo nosso próximo, desejando que ele conheça a Cristo e, segundo a misericórdia de Deus, se arrependa e creia.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas