Liturgia diária, Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo - Mt 10, 17-22

Santo Estevão – Ano Litúrgico A

26 de dezembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito de coragem perseverante, nas adversidades da vida, vem em meu auxílio, e ajuda-me para que não arrefeça a minha adesão a Jesus e ao Reino.

PRIMEIRA LEITURA: At 6,8-10, 7,54-59

Leitura dos Atos dos Apóstolos 8Naqueles dias, Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9Mas alguns membros da chamada Sinagoga dos Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão. 10Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava.
7,54Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão. 55Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. 56E disse: “Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus”. 57Mas eles, dando grandes gritos e, tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estêvão; 58arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. 59Enquanto o apedrejavam, Estêvão clamou dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 30(31)

         — Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito.
— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito.

— Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve. Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me.

— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel. Vosso amor me faz saltar de alegria, pois olhastes para as minhas aflições.

— Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Mostrai serena a vossa face ao vosso servo, e salvai-me pela vossa compaixão!

EVANGELHO: Mt 10,17-22

– O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17“Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preo­cupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

“Ontem, celebrávamos o nascimento temporal de nosso Rei eterno: hoje celebramos o martírio triunfal do seu soldado.” Assim começa São Fulgêncio, no século sexto, o sermão da festa de Santo Estêvão. Logo depois do nascimento de Jesus, a liturgia celebra três festas muito significativas neste Tempo de Natal. A primeira é a do Diácono Santo Estêvão, o primeiro a dar a vida pela fé em Jesus Cristo. A segunda é a do apóstolo e evangelista São João, o teólogo que nos legou o Quarto Evangelho e os demais escritos joaninos. Por fim, os Santos Inocentes Mártires de Belém, que, apenas nascidos, já derramaram seu sangue por causa de Jesus. Estêvão viu os céus se abrirem e entrou. Os céus se abriram ao ruído das pedras que caíam sobre ele como violenta tempestade. A luz divina o iluminou e ele viu o Senhor em sua glória. Estêvão faz parte dos primeiros diáconos escolhidos pelos apóstolos. Sua história encontra-se no Livro dos Atos dos Apóstolos. Operava grandes sinais e prodígios entre o povo e anunciava com eloquência Jesus e seu Evangelho. Quando interrogado, seu rosto era semelhante ao de um anjo.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas.

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Obrigada Jesus por essa promessa de amor afirmando que não precisamos temer nada, porque o Espírito Santo fará por nós. Espirito Santo vem nos iluminar e nos inspirar quando devemos falar e o que dizer; quando devemos permanecer em silêncio e só escutar. Obrigado (a) pela vossa assistência.
Oremos: Ensinai-nos, ó Deus, a imitar Santo Estevão, amando nossos inimigos como ele soube rezar por seus perseguidores, encontrando em vossa Palavra a vida e a paz”.

Leitura (Verdade)
“Jesus foi apontado como sinal de contradição. Ele mesmo preveniu aos seus da possibilidade de perseguições. Os tribunais locais podiam castigar quem ofendesse a lei mosaica. No dia seguinte do Natal, a Igreja coloca a figura do diácono Estêvão, enfrentando a morte. Ele deu seu testemunho pelo sangue e, como o próprio Jesus, morreu perdoando seus inimigos. Quando acusado por causa do Mestre, o discípulo não deverá preocupar-se com as palavras. Será o próprio Espírito Santo que testemunhará a verdade. Ao longo do tempo, os mártires assinalaram com sangue sua fidelidade. O martírio de um ou de muitos não será o fim, mas sementes de novos cristãos. O martírio atinge alguns, a fidelidade é dever de todos.” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Jesus vós sois o caminho. O que esse Evangelho me ensina? Como devo me comportar diante das calúnias ou más interpretações? Qual é o grau de minha fidelidade a Jesus?

Oração (Vida)
Jesus vós sois a vida. Que eu seja fiel em crer nas vossas palavras. Que o Espírito Santo me aproxime sempre mais de vós. Rezo com muito fervor e pausadamente: “Jesus vida, que minha presença leve em toda a parte graça e consolação.”

Contemplação (Vida e Missão)
Coloco-me bem perto de Jesus e contemplo o seu ensinamento, a sua advertência e a sua promessa diante das aflições provocadas pelos relacionamentos. Reafirmo a Jesus meu propósito de fidelidade a Ele.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas