Liturgia diária Sagrada Família: Jesus, Maria, José

Sagrada Família – Ano Litúrgico A

29 de dezembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Pai, que a fidelidade demonstrada pela Sagrada Família de Nazaré seja exemplo para as famílias cristãs, cuja fé é provada em meio a tribulações.

PRIMEIRA LEITURA: Eclo 3,3-7.14-17a

Leitura do Livro do Eclesiástico – 3Deus honra o Pai nos filhos e confirma, sobre eles, a autoridade da mãe.
4Quem honra o seu pai, alcança o perdão dos pecados; evita cometê-los e será ouvido na oração cotidiana.
5Quem respeita a sua mãe é como alguém que ajunta tesouros.
6Quem honra o seu pai, terá alegria com seus próprios filhos; e, no dia em que orar, será atendido.
7Quem respeita o seu pai, terá vida longa, e quem obedece ao pai é o consolo da sua mãe.
14Meu filho, ampara o teu pai na velhice e não lhe causes desgosto enquanto ele vive. 15Mesmo que ele esteja perdendo a lucidez, procura ser compreensivo para com ele; não o humilhes, em nenhum dos dias de sua vida: a caridade feita ao teu pai não será esquecida, 16mas servirá para reparar os teus pecados 17ae, na justiça, será para tua edificação.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 127(128) 

          — Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!
— Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!

— Feliz és tu, se temes o Senhor/ e trilhas seus caminhos!/ Do trabalho de tuas mãos hás de viver,/ serás feliz, tudo irá bem!

— A tua esposa é uma videira bem fecunda/ no coração da tua casa;/ os teus filhos são rebentos de oliveira/ ao redor de tua mesa.

— Será assim abençoado todo homem/ que teme o Senhor./ O Senhor te abençoe de Sião,/ cada dia de tua vida.

SEGUNDA LEITURA:  Cl 3,12-21

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses – Irmãos: 12Vós sois amados por Deus, sois os seus santos eleitos. Por isso, revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, 13suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se um tiver queixa contra o outro. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai vós também.
14Mas, sobretudo, amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição.
15Que a paz reine em vossos corações, à qual fostes chamados como membros de um só corpo. E sede agradecidos.
16Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças.
17Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai.
18Esposas, sede solícitas para com vossos maridos, como convém, no Senhor.
19Maridos, amai vossas esposas e não sejais grosseiros com elas.
20Filhos, obedecei em tudo aos vossos pais, pois isso é bom e correto no Senhor. 21Pais, não intimideis os vossos filhos, para que eles não desanimem.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

EVANGELHO: 

          – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Mateus.
          – Glória a vós, Senhor.

13Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”.
14José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito.
15Ali ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu Filho”.
19Quando Herodes morreu, o anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, 20e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe, e volta para a terra de Israel; pois aqueles que procuravam matar o menino já estão mortos”.
21José levantou-se, pegou o menino e sua mãe, e entrou na terra de Israel. 22Mas, quando soube que Arquelau reinava na Judeia, no lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Por isso, depois de receber um aviso em sonho, José retirou-se para a região da Galileia, 23e foi morar numa cidade chamada Nazaré. Isso aconteceu para se cumprir o que foi dito pelos profetas: “Ele será chamado Nazareno”.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

[apss_share]

Comentário do Evangelho

Estamos no tempo litúrgico do Natal, tempo de festas nas quais celebramos o nascimento de Jesus no seio de uma família, na qual a Mãe tem o título especial de Mãe de Deus. Na Epifania ele se manifesta ao mundo, representado pelos Sábios do Oriente e, depois de trinta anos de vida oculta, é batizado por João Batista. São as cinco festas do Tempo do Natal. Hoje celebramos a festa da Sagrada Família. Os textos bíblicos nos falam da família de Jesus e da nossa família.

O Evangelho faz o relato da fuga para o Egito, próprio de São Mateus, que nos permite imaginar a viagem da Sagrada Família, seu tempo de permanência no Egito e seu retorno para Nazaré. A comunidade copta do Cairo conserva uma igreja no local onde Maria, José e o Menino moraram logo que chegaram ao Egito. O anjo das aparições a São José alertou-o sobre os maus propósitos do rei Herodes, encaminhando a Sagrada Família para o Egito. São José se desdobrou como verdadeiro pai para que tudo corresse bem. Perguntam por que ele não avisou os moradores de Belém sobre o projeto de Herodes de matar as crianças. De fato, ele pensava que se tratasse apenas de salvar a vida do Menino Jesus. Não imaginava a extensão da crueldade do rei.

No Eclesiástico, vemos o bom relacionamento dos filhos com os pais. Quem honra os pais têm o perdão dos pecados, ajunta tesouros, tem alegria com os próprios filhos, é atendido nas orações, tem vida longa. A caridade feita aos pais não será esquecida e, no juízo final, será nossa honra. A carta aos Colossenses descreve o cristão equilibrado, que sabe viver com os outros. Suas virtudes são a misericórdia, a bondade, a humildade, a mansidão, a paciência. Sabe suportar e perdoar, e sabe que o amor é o vínculo da perfeição. As esposas são atenciosas para com os maridos. Os maridos amam as esposas e nunca são grosseiros. Os filhos sabem obedecer, e os pais não assustam os filhos para que eles não desanimem. Tudo isso parece coisa antiga, e é antigo que “Deus criou o ser humano à sua imagem, homem e mulher ele os criou”, como é antigo que “o desejo da mulher a impele a seu marido” e vice-versa. É segundo a natureza que um homem e uma mulher se queiram e gerem filhos no amor que os une. Aceitamos o diferente e com ele convivemos naturalmente, sem que para isso se negue o que é segundo a natureza.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Jesus Maria e José. Minha família vossa é! Cuidai dela como cuidastes da família de Nazaré. Defendei-a de todas as ciladas do mal. Defendei e encorajai as famílias que ainda hoje sofrem o desterro de sua pátria por conta da ganância dos Herodes modernos. Jesus, Maria e José defendei e abençoai nossas famílias. Amém. Recolho-me e relei-o o Evangelho. Peço ao Espírito Santo que me ilumine para que a Palavra de Deus me inspire novas atitudes para minha caminhada de fé.

Leitura (Verdade)
“O patriarca José, filho de Jacó, salvou sua família levando-a para o Egito. Agora é a vez de José e Maria buscarem a salvação no Egito. E o Menino assume sua condição de perseguido e migrante. Ontem e hoje, a família passa por todo tipo de dificuldades, muitas delas surgidas em seu próprio seio. Jesus escolheu nascer numa família, tornando-a sagrada. A família é a primeira escola da fé, é a primeira igreja. Ela não tem alternativa e, por isso, a Igreja precisa apostar nela incondicionalmente. Os esposos cristãos devem testemunhar a profecia da fidelidade, apesar das dificuldades. Buscando inspiração nos Santos Padres, o Papa João Paulo pedia: “Família, torna-te aquilo que és”. Ela é um sonho de Deus.” (Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
O que esse Evangelho fala para mim. Como é minha família? Eu me interesso pela família dos meus vizinhos, dos que são banidos de suas casas ou de seu cantinho de terra? A Família torna-me aquilo que sou. Eu posso ajudar alguma família em maiores necessidades que a minha?

Oração (Vida)
Que a família de Nazaré inspire minhas relações com minha família e com as famílias ao meu redor. Obrigado (a) Senhor Jesus pela família que me deste. Canto ou rezo:
“Abençoa Senhor as famílias. Amém. Abençoa Senhor a mina também.”

Contemplação (Vida e Missão)
Contemplo José recebendo em sonhos os avisos de Deus. Creio que ainda hoje Deus pode manifestar-se em “sonhos” ou através de pessoas amigas ou instituições que zelam pelas famílias. Na contemplação descubro o que Deus quer de mim.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas

[apss_share]