Liturgia diária, O Templo é casa de oração e de ensino - Lc 19,45-48

Aviso: Queridos leitores alguns dias tenho atrasado as publicações devido ao estado de saude de meu pai que ficou acamado e ajudo a minha mãe, agradeço a compreensão de todos e me esforçarei ao maximo para nao atrasar. Deus vos abençoe. Anderson

33ª Semana do Tempo Comum – Ano Litúrgico C

22 de novembro de 2019

ORAÇÃO DO DIA

Espírito purificador, tira do meu coração toda sorte de maldade e de egoísmo, que o tornam indigno de ser morada de Deus.

PRIMEIRA LEITURA: 1Mc 4,36-37.52-59

Leitura do Primeiro Livro dos Macabeus

36Naqueles dias, Judas e seus irmãos disseram: “Nossos inimigos foram esmagados. Vamos purificar o lugar santo e reconsagrá-lo”. 37Todo o exército então se reuniu e subiu ao monte Sião. 52No vigésimo quinto dia do nono mês, chamado Casleu, do ano cento e quarenta e oito, levantaram-se ao romper da aurora 53e ofereceram um sacrifício conforme a Lei, sobre o novo altar dos holocaustos que haviam construído. 54O altar foi novamente consagrado ao som de cânticos, acompanhados de cítaras, harpas e címbalos, na mesma época do ano e no mesmo dia em que os pagãos o haviam profanado. 55Todo o povo prostrou-se com o rosto em terra para adorar e louvar a Deus que lhes tinha dado um feliz triunfo. 56Durante oito dias, celebraram a dedicação do altar, oferecendo com alegria holocaustos e sacrifícios de comunhão e de louvor. 57Ornaram com coroas de ouro e pequenos escudos a fachada do templo. Reconstruíram as entradas e os alojamentos, nos quais puseram portas. 58Grande alegria tomou conta do povo, pois fora reparado o ultraje infligido pelos pagãos. 59De comum acordo com os irmãos e toda a assembleia de Israel, Judas determinou que os dias da dedicação do altar fossem celebrados anualmente com alegres festejos, no tempo exato, durante oito dias, a partir do dia vinte e cinco do mês de Casleu.

  • Palavra do Senhor.
    – Graças a Deus.

SALMO 1Cr 29,10

         — Queremos celebrar o vosso nome glorioso.
— Queremos celebrar o vosso nome glorioso.

— Bendito sejais vós, ó Senhor Deus, Senhor Deus de Israel, o nosso pai, desde sempre e por toda a eternidade!

— A vós pertencem a grandeza e o poder, toda a glória, esplendor e majestade, pois tudo é vosso: o que há no céu e sobre a terra!

— A vós, Senhor, também pertence a realeza, pois sobre a terra, como rei, vos elevais. Toda glória e riqueza vêm de vós!

— Sois o Senhor e dominais o universo, em vossa mão se encontra a força e o poder, em vossa mão tudo se afirma e tudo cresce!

EVANGELHO: Lc 19,45-48

         – O Senhor esteja convosco.
          – Ele está no meio de nós.
– Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo São Lucas.
          – Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 45Jesus entrou no Templo e começou a expulsar os vendedores. 46E disse: “Está escrito: ‘Minha casa será casa de oração’. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões”. 47Jesus ensinava todos os dias no Templo. Os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os notáveis do povo procuravam modo de matá-lo. 48Mas não sabiam o que fazer, porque o povo todo ficava fascinado quando ouvia Jesus falar.

  • Palavra da Salvação
    – Glória a vós Senhor.

Comentário do Evangelho

Terminada a sexta etapa da viagem, Jesus entra em Jerusalém por Betfagé e Betânia. Montado num jumentinho, desce a encosta do Monte das Oliveiras. É aclamado pelo povo, mas lamenta-se sobre Jerusalém e prediz a sua destruição. Vai então ao Templo e expulsa os vendedores que lá estavam, dizendo com o profeta Isaías: “Minha casa será casa de oração. Vós, porém, fizestes dela um antro de ladrões”. Ficou por ali, ensinando todos os dias no Templo. As autoridades judaicas queriam matá-lo, mas o povo gostava de ouvir o que Jesus ensinava. O comércio era intenso no Templo, e a atitude de Jesus preocupou quem tinha ali seu ganha-pão, mas a preocupação maior foi das autoridades. Com que autoridade Jesus expulsou os vendilhões do Templo? Os chefes dos sacerdotes e do povo e os escribas estavam preocupados com a sua autoridade. Jesus tinha praticamente se apossado do Templo. “Quem te deu essa autoridade?”, vão lhe perguntar. Jesus não dará resposta nenhuma, mas colocará outra pergunta, que deixará as autoridades judaicas sem resposta: “O batismo de João era do céu ou dos homens?”. A Cidade Santa, o Templo, o povo como nação estavam com seus dias contados. O que ficará de toda uma história? Para os cristãos, fica Jesus, em quem toda a história se concentra e se realiza. Ele é o Templo de Deus, a Cabeça de um Corpo do qual somos membros.

Côn. Celso Pedro da Silva, ‘A Bíblia dia a dia 2019’, Paulinas

LEITURA ORANTE

Oração Inicial
Memória de Santa Cecília, considerada padroeira dos músicos. O templo é lugar sagrado para o louvor a Deus e a comunhão dos irmãos. Lugar de respeito, louvor e fraternidade. Santo Agostinho diz: “Quem canta reza duas vezes”. O canto une a razão e a emoção, a mente e o coração. Faça o sinal da cruz cantando: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Leitura (Verdade)
Faça a leitura do Evangelho com calma, destacando os verbos e os personagens que surgem durante a narrativa.
“A cena se passa no átrio do templo de Jerusalém, uma área aberta que rodeava o santuário, onde eram vendidos os animais necessários ao sacrifício. Lucas afirmou que o templo era lugar de oração e onde Deus revelava os seus projetos. Na prática tornara-se um lugar que legitimava as práticas de violência e roubos, próprios dos assaltantes; um covil de ladrões. Jesus, marcado pela ternura, assume uma postura agressiva, de algum modo contrariando sua biografia. O templo, habitação de Deus, recorda outros santuários que podem ser profanados, em especial a família, a natureza e o próprio corpo humano. Nossos templos precisam ser locais de encontro com Deus e com os irmãos.”(Frei Mário Sérgio Souza, em “Viver a Palavra”, da Paulinas Editora).

Meditação (Caminho)
Se sentir necessidade, leia o evangelho novamente e reflita: Quais lugares são, para mim, sagrados porque neles habita Deus? Como entro nesses lugares e construo minha relação com Deus?

Oração (Vida)
O que o texto o(a) leva a dizer a Deus? Releia o Evangelho e faça a sua oração, apresentando ao Senhor sua intenção, suas preocupações e as realidades concretas que estão presentes no mundo. “Senhor Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, rosto humano de Deus e rosto divino do homem, acendei em nossos corações o amor ao Pai que está no céu e a alegria de sermos cristãos.”

Contemplação (Vida e Missão)
Qual novo olhar nasceu em você, a partir da Palavra? Pense em uma ação concreta e procure torná-la realidade. Conte com a graça de Deus.

Bênção

  • Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
  • Que Ele nos mostre a Sua face e se compadeça de nós. Amém.
  • Que volte para nós o Seu olhar e nos dê a paz. Amém.
  • Abençoe-nos, Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

Paulinas